Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

No retorno de Dado Cavalcanti, Paysandu vence o Parauapebas no Estádio Rosenão pela 6ª rodada do Parazão

Cassiano e Fábio Matos marcaram os gols do Papão, enquanto Gilberto descontou para o PFC
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas

As duas equipes precisavam pontuar devido a queda de rendimento dentro do Campeonato Paraense. O técnico Dado Cavalcanti estava retornando ao time bicolor. O Paysandu chegou logo no início com o gol de Maicon Silva, mas o árbitro marcou falta do lateral-direito bicolor. Pedro Carmona resolveu experimentar o goleiro Bruno do Parauapebas, mas errou o alvo. O PFC atacou, depois da lambança da zaga do Papão, Luiz Fernando recebeu passe e mandou um chutaço: a bola explodiu no travessão do goleiro Marcão.

Com mais posse de bola, o Papão era superior ao adversário. Willyam entrou livre pela direita e cruzou rasteiro para Mike; o atacante bicolor deu um toque sútil na bola, mas o goleiro Bruno defendeu. Em um contra-ataque do Paysandu, Moisés tocou para Cassiano, que bateu de primeira e abriu o placar para o Papão, aos 26 minutos, 1 a 0, para festa da Fiel Bicolor no Rosenão.

O time da capital Belém cresceu após o gol e Matheus Muller arriscou de fora da área; a bola passou assustando. Na melhor chance do Parauapebas, Rafinha foi lançado na esquerda, tirou do goleiro Marcão, mas chutou muito fraco, dando tempo para o zagueiro Diego Ivo cortar quase em cima da linha. Na cobrança de escanteio, Gilberto apareceu livre na primeira trave e tocou de cabeça; Marcão pegou no susto, salvando o Papão.

O Paysandu respondeu com Moisés, que serviu bem Maicon Silva na direita, no chute forte, o goleiro Bruno salvou para escanteio. Na sequência, após a cobrança, Perema tocou livre e sozinho mandou para fora. Antes do final da primeira etapa, ainda deu tempo de mais uma chegada bicolor, com o atacante Moisés, que disparou à direita da meta do goleiro Bruno do PFC.

Na segunda etapa, o Papão quase voltou a marcar com Moisés, um dos seus jogadores mais perigosos; o chute passou perto. O lateral-esquerdo Rafinha tentou marcar para o time da casa, mas Marcão segurou firme. No lance seguinte, uma blitz total do Paysandu com duas chances do atacante Mike contra a meta de Bruno: na primeira, bateu firme no alto e o goleiro espalmou, a bola voltou e após outro chute rasteiro, o arqueiro do PFC salvou com os pés.

Querendo ampliar o placar, o time bicolor seguiu em cima tentando. Cassiano recebeu e chutou para fora. Rodrigo teve a chance para o Gigante de Aço, mas isolou contra a meta adversária. Em mais uma tentativa de Cassiano, o goleiro Bruno defendeu. Magno Ribeiro, ex-Parauapebas, entrou no jogo e quase marcou um belo gol por cobertura. O time do PFC estava dando muito espaço ao Papão que tocava e chegava com facilidade. Willyam achou uma brecha e chutou, mas mandou alto.

Veja também:  No duelo dos desesperados, Brasil de Pelotas e Paysandu ficam no empate sem gols 

A bola parada poderia ser a solução do Gigante de Aço: em uma falta de muito longe, o meia Luiz Fernando soltou o pé e a bola passou assustando o goleiro Marcão. O Paysandu quase ampliou com Cassiano, que parou no goleiro Bruno. O meia Fábio Matos, que entrou no segundo tempo pelo Papão, simulou um pênalti e foi advertido com cartão amarelo pelo árbitro Gustavo Ramos Melo.

O técnico Léo Goiano colocou o atacante Maninho, quase deixando tudo igual na primeira jogada, mas perdeu um gol de cara: Magno Ribeiro pegou uma sobra e chutou por cima da meta de Bruno. De tanto insistir, o Papão chegou ao segundo gol. Magno Ribeiro recebeu na direita, cruzou rasteiro para Cassiano, que ajeitou para o chute de Moisés, mas o atacante não pegou bem na bola e Fábio Matos ficou com a sobra e estufou as redes do goleiro Bruno, 2 a 0, aos 43 minutos.

O time bicolor começou a cadenciar a partida e tocar a bola. Fábio Matos perdeu um gol sozinho. O Gigante de Aço conseguiu chegar ao seu gol: aos 47 minutos do segundo tempo, após cobrança de escanteio, Gilberto dominou e fuzilou para dentro da meta de Marcão. Placar final: Parauapebas 1 x 2 Paysandu.

Com a vitória, o Papão foi para a liderança da Chave A1 com 13 pontos. Já o PFC segue na lanterna com apenas cinco pontos na Chave A2.

FICHA TÉCNICA

PARAUAPEBAS: Bruno; Rodrigo, Cris, Lucas e Rafinha (Evandro); Gilberto, Djalma, Augusto Recife e Luiz Fernando (Maninho); Monga e Jhon Lennon.
Técnico: Léo Goiano

PAYSANDU: Marcão; Maicon Silva, Perema, Diego Ivo e Matheus Muller; Nando Carandina, Willyam (Cáceres) e Pedro Carmona (Fábio Matos); Mike (Magno Ribeiro), Moisés e Cassiano.
Técnico: Dado Cavalcanti

Árbitro: Gustavo Ramos Melo
Assistentes: Hélcio Araújo Neves e José Ricardo Guimarães Coimbra
Quarto-árbitro: Raimundo Gilson Brito

Cartões amarelos: Cris, Rafinha e Gilberto (Parauapebas); Diego Ivo e Fábio Matos (Paysandu)
Gols: Cassiano, aos 26 minutos do 1º tempo e Fábio Matos, aos 43 minutos do 2º tempo para o Paysandu; Gilberto, aos 47 minutos do 2º tempo para o Parauapebas;

Local: Estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão, em Parauapebas
Renda: R$ 38.670,00
Pagantes: 1.654
Credenciados: 700
Total: 2.354

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta