Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Paysandu vence o Atlético-ES e coloca a mão na taça da Copa Verde

O time bicolor não tomou conhecimento do adversário e venceu dentro de Cariacica por dois gols, no jogo de ida da final
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas

O Paysandu Sport Club ficou bem perto do bicampeonato da Copa Verde na noite desta quarta-feira (25). O Papão venceu o Atlético-ES, por 2 a 0, no Estádio Kleber Andrade, o Klebão, em Cariacica, no Espírito Santo, e colocou a mão na taça. Foi o jogo de ida entre as equipes, que voltarão ao campo para a grande decisão no dia 16 de maio, às 20h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém.

O atacante Cassiano foi o destaque do Papão na partida, marcando os dois gols. No primeiro deles, aos nove minutos do segundo tempo, aproveitou a lambança do zagueiro Kleber Viana e tocou na saída do goleiro Bambu. No segundo, recebeu lançamento e ganhou do zagueiro Rhayne, marcando aos 27 minutos da etapa derradeira.

O jogo: Galo 0 x 2 Papão – Paysandu com a mão no bicampeonato da Copa Verde

O time do Atlético de Itapemirim, jogando em Cariacica, tomou a iniciativa do jogo: Uálisson Pikachu cruzou para Eraldo e a zaga do Paysandu chegou cortando para escanteio, com menos de um minuto de bola rolando. Logo depois,  o Papão começou a equilibrar as ações e se mandou para o ataque com Matheus Silva, que se livrou da marcação e cruzou para a chegada de Cassiano; a zaga prensou o chute e a bola se perdeu pela linha de fundo.

Em uma bobeira do adversário, o time bicolor roubou a bola com Moisés e partiu para o contra-ataque; após fazer tabela com Cassiano, o mesmo Moisés acabou chutando para fora, sem muito susto para o goleiro Bambu. O time da casa respondeu com Paulinho, que lançou para o destaque da equipe, Uálisson Pikachu, mas o chute explodiu no zagueiro Perema e, novamente, a bola se perdeu pela linha de fundo.

Outra vez, Uálisson Pikachu chegou com perigo: o atacante cruzou para Eraldo, que na hora de concluir, furou o chute, possibilitando o corte da zaga bicolor. O Paysandu voltou a atacar quando Matheus Silva cobrou escanteio e Perema cabeceou para fora. O Galo respondeu da mesma forma quando Uálisson Pikachu cobrou escanteio na medida para Kleber Viana, mas o zagueiro Edimar cortou, livrando a barra bicolor.

A última chance do primeiro tempo foi do time paraense: Mateus Muller cobrou falta, o zagueiro Kleber Viana cortou para escanteio e o árbitro Rodolpho Toski Marques, do Paraná, terminou a etapa inicial sem deixar o Papão cobrar o escanteio. Na segunda etapa, o Paysandu abriu o placar logo aos nove minutos, quando o atacante Cassiano roubou a bola do zagueiro Kleber Viana, arrancou e tocou na saída do goleiro Bambu, 1 a 0.

Veja também:  Paysandu perde para o São Bento em Sorocaba e chega a sete jogos sem vencer na B

O time do Espírito Santo tentou reagir após sofrer o gol. Uálisson Pikachu cobrou escanteio, o goleiro Renan Rocha saiu mal de sua meta, a bola bateu no zagueiro Kleber Viana e tocou na rede pelo lado de fora; a torcida do Galo chegou a gritar gol no estádio. Pressão do Atlético: Marcos Felipe chutou, a bola passou por todo mundo e sobrou para Uálisson Pikachu, que passou da marcação e cruzou; o goleiro Renan Rocha deu um tapa na bola e, na sobra, Franklin chutou para outra defesa do arqueiro bicolor, que mandou para escanteio.

A torcida do Galo começou a acreditar em um possível empate. Uálisson Pikachu tocou para Paulinho, que cruzou para a cabeçada de Eraldo, mas a bola se perdeu pela linha de fundo. O Papão saiu em contra-ataque com Mateus Muller, que tocou para Moisés; o atacante bicolor descobriu Mike, que recebeu, driblou e chutou para fora. Na outra tentativa bicolor, foi fatal: Cassiano recebeu lançamento, ganhou na velocidade do zagueiro Rhayne e estufou as redes de Bambu, 2 a 0, aos 27 minutos. Foi o nono gol de Cassiano, artilheiro isolado da Copa Verde.

O atacante Magno Ribeiro entrou no jogo e na primeira bola que pegou, saiu driblando e chutou forte para a defesa do goleiro Bambu, seria um golaço bicolor. O árbitro Rodolpho Toski Marques, do Paraná (FIFA), levou até aos 49 minutos e não mostrou nenhum cartão durante toda a partida. Placar final: Atlético-ES 0 x 2 Paysandu.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-ES: Bambu; Paulinho, Rhayne, Kleber Viana e Marcos Felipe; Vitor, Araruama (Charles) e Fabiano (Pagode); Franklin, Uálisson Pikachu (Chiquinho) e Eraldo.
Técnico: Zé Humberto

PAYSANDU: Renan Rocha; Diego Ivo (Douglas Mendes), Edimar e Perema; Matheus Silva (Willyam), Nando Carandina, Renato Augusto e Matheus Muller; Moisés, Mike (Magno) e Cassiano.
Técnico: Dado Cavalcanti

Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Quarto-árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Quinto-árbitro: Fabiano da Silva Ramires (ES)

Gols: Cassiano, aos 9 minutos e aos 27 do 2º tempo para o Paysandu

Local: Estádio Kleber Andrade, o Klebão, em Cariacica, no Espírito Santo

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta