Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Canaã dos Carajás

Projeto Escola da Vida promove passeio a Parque Nacional em Canaã

A iniciativa é do 16º Grupamento Bombeiro Militar, que pretende levar as pessoas das comunidades carentes a conhecer as áreas de preservação da região
Continua depois da publicidade

O último sábado (12) foi de lazer para famílias de baixa renda de Canaã dos Carajás, cujas crianças e adolescentes que participam do protótipo do Projeto Escola da Vida, uma iniciativa do 16º Grupamento Bombeiro Militar, tiveram a oportunidade de visitar o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos. “A ideia do Projeto Escola da Vida é levar um grupo de crianças de baixa renda para o interior da Flona (Floresta Nacional). A gente fez um convite a um grupo de crianças e adolescentes até a alguns adultos que foram para acompanhar os filhos”, explicou o major Charles de Paiva Catuaba, comandante do GBM em Canaã.

“Os pais estavam até mais ansiosos que as próprias crianças, e assim a gente fez a primeira visita”, contou ele, explanando que o projeto que ainda está em fase de estudo e será destinado a crianças, jovens e pessoas da terceira idade. A forma de captação de recursos ainda está sendo analisada, mas o foco principal é atender à comunidade mais vulnerável.

“Para ter dados e ver a aceitação do projeto, a ideia é levar esse grupo para fazer visitação no interior do parque. A gente ainda está em um projeto-piloto, ainda está em fase de estudo”, reforça Catuaba.

O passeio durou toda manhã toda e encerrou com um revigorante banho de cachoeira. A excursão teve a colaboração de quatro homens do Corpo de Bombeiros e dois agentes do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). A empresa Júlio Simões realizou o transporte do grupo, além do gestor do parque, que também fez parte da parceria.

Veja também:  Vale tenta culpar ICMBio por invasão à EFC, mas juiz nega pedido em decisão

“Depois, vamos saber se a Escola da Vida vai trabalhar a Educação ou se promoverá apenas visitação a essas áreas de preservação, que é a ideia inicial”, explicou o major, avaliando que, caso haja como fortalecer projeto será possível avançar.

“Dentro do projeto tem como trabalhar também a proteção ambiental que visa unicamente o bem estar da comunidade. Essa é a nossa idealização: apresentar o que o município tem em termos das florestas e que muitas das vezes a população não tem oportunidade de visitar”, ressaltou o oficial.

Vinte e sete pessoas participaram da primeira visitação, o que para o major, em um trabalho que ainda é considerado um embrião, superou as expectativas. “Eu avalio positivamente, porque a visita trouxe uma apresentação à comunidade do potencial do município de Canaã no interior do parque”, disse Charles Catuaba.

Segundo ele, as expectativas foram além do esperado porque, a certa altura o ônibus não pode seguir o trajeto, em razão das condições da estrada, e o grupo se propôs fazer o restante do percurso, de cerca de um quilômetro.

“Depois, continuamos o deslocamento em viatura. Eu e o senhor Manoel, gestor do parque, ficamos muito empolgados com a alegria das pessoas, das crianças e adolescentes e surgiu a ideia de levar a terceira idade”, concluiu.

Deixe uma resposta