Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Polícia

Redenção: Uma pessoa é assassinada a cada 5,7 dias na cidade

O mês de junho já começou com o registro de mais duas mortes, reforçando a estatística macabra
Continua depois da publicidade

 

 

De 1º janeiro deste ano até ontem, 1º de junho, Redenção já registrou 27 casos de assassinato. Ou seja, 5,4 por mês, 1,24 por semana ou um a cada 5,7 dias. Os dois últimos aconteceram ontem, sexta-feira, quando Fernando de Paula Manete, 27 anos, conhecido como “Bob Esponja”, foi executado com três tiros na cabeça, no Setor Aeroporto; e Rosângela Lima Pereira, 29, também foi eliminada a bala, no Setor Aripauanã.

Era por volta de 14h20 quando Bob Esponja retornava de garimpo em que trabalhava e, ao chegar ao Setor Aeroporto, um desconhecido, montado em uma motocicleta Honda Pop 100, vermelha, atirou contra o crânio do rapaz, que morreu instantaneamente. Em seguida, o atirador fugiu em disparada.

As polícias Militar e Civil estiveram no local do crime e fez todos os levantamentos para tentar elucidar o crime. A Polícia acredita em um possível acerto de contas, pois nada foi levado.

Sete horas Rosângela Pereira foi assassinada a tiros na Rua do Meio, também conhecida como “cracolândia”, no Setor Aripuanã. A mulher era usuária de drogas e, segundo a mãe dela, cujo nome não foi divulgado, havia saído de casa para viver nas ruas. Ela acredita que a filha teve a vida ceifada por acerto de contas com traficantes.

Veja também:  Acusado de espancar a própria mãe é assassinado dentro de presidio em Redenção.

Os delgados de Polícia Civil Luciano Cunha e Marcus Camargo estiveram no local do crime, onde fizeram levantamentos preliminares e estão investigando os dois crimes.

Deixe uma resposta