Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Remo vence o São Raimundo no Mangueirão e está na final do Campeonato Paraense de 2018

Os atacantes Isac e Felipe Marques marcaram os gols que levaram o Leão Azul a mais uma final de Parazão
Continua depois da publicidade

O Clube do Remo garantiu vaga na final do Campeonato Paraense de 2018, ao derrotar o São Raimundo de Santarém, por 2 a 0, na tarde deste domingo (25), no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém. O atacante Isac abriu o placar, aos 45 minutos do 1º tempo e outro atacante Felipe Marques, aos 20 minutos do 2º tempo, garantiu o Leão Azul em mais uma final de Parazão.

Os jogos das finais do Parazão entre Clube do Remo e Paysandu, estão marcados para os próximos domingos, dias (01/04) e (08/04), ambos às 16h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém.

A disputa do terceiro lugar, que vai valer vaga na Copa do Brasil de 2018, será entre São Raimundo e Bragantino, com primeiro jogo marcado para o próximo sábado (31/03) para o Estádio Barbalhão, em Santarém e o segundo para o dia (07/03) para o Estádio Diogão, em Bragança.

O jogo: Leão 2 x 0 Pantera – Clube do Remo na grande final – Vai ter Re x Pa!

Os dois times entraram em campo em um verdadeiro “toró”, muita chuva pela capital Belém. O time de Santarém chegou: após lançamento, Jeová dominou e chutou a esquerda de Vinícius. O Leão respondeu, quando Esquerdinha cruzou e na hora que a bola iria chegar em Isac, a zaga cortou para escanteio. Adenílson cobrou escanteio e Mimica cabeceou, a bola tocou na zaga e bateu na rede pelo lado de fora.

A chuva atrapalhou as descidas das equipes. Felipe Marques tocou por cima para Esquerdinha, mas a bola parou na poça de água. Em um contra-ataque do São Raimundo, Felipe recebeu lançamento e chutou cruzado, ninguém apareceu e zaga remista aliviou o perigo. O Remo deu o troco com Dudu, que recebeu lançamento de lateral, driblou a marcação e chutou por cima da meta de Jader.

O time santareno levava perigo em lançamentos: Jeová deixou Wendel na boa para marcar, mas a arbitragem assinalou impedimento. Na sequência, Jeová disparou de fora da área, Vinícius espalmou para o lado evitando o primeiro gol do jogo. Os azulinos chegaram quando Felipe Marques recebeu e lançou para Esquerdinha, que bateu por cima da meta do Pantera. Adenílson cobrou escanteio e Isac cabeceou firme, a bola passou perto assustando o goleiro Jader.

Mais uma a bola foi jogada na área, o zagueiro Mimica dominou estilo atacante e bateu colocado, a bola passou muito perto, a torcida remista ficou no “uh”. O zagueiro Mimica lançou na área, Isac dominou para marcar, mas a arbitragem paralisou e marcou impedimento do atacante do Remo. Mais um lançamento para Isac e outra vez a arbitragem assinalou impedimento. A vez do São Raimundo atacar através de lançamento, Felipe meteu para Wendel, e o jogo foi paralisado com mais um impedimento.
Em uma cobrança de falta, Leonardo recebeu e chutou sem direção para a sorte dos azulinos. Isac recebeu uma bola e mandou um chute de fora da área, muito longe da meta de Jader. O atacante remista recebeu muitas vaias das arquibancadas do Estádio Mangueirão. No lance seguinte, Levy cobrou falta e Isac subiu no meio da zaga e meteu a cabeça na bola, balançando as redes, aos 45 minutos, 1 a 0 Remo. Todos os jogadores do Leão foram abraçar o atacante muito vaiado pelo Fenômeno Azul.

Veja também:  Remo perde para o Confiança e se aproxima do Z4 do Grupo A da Série C

No segundo tempo, o São Raimundo adiantou a marcação. Em descida perigosa, Jeová driblou Dudu e recebeu falta. Na cobrança, Bruno Limão bateu no canto e o goleiro Vinícius fez a defesa com tranquilidade. O Remo chegou pela esquerda, após cruzamento, a bola passou por Elielton e Isac furou na pequena área. Outra bola remista na área, após o bate rebate, Dudu pegou a sobra e chutou por cima, perdendo uma chance incrível.

Na outra tentativa do Remo, não teve jeito. Levy pela direita tocou no meio para Elielton, que cruzou rasteiro no meio da área, a bola passou pela zaga e Felipe Marques com muita categoria mandou para o fundo do gol, aos 20 minutos, 2 a 0 Leão Azul, explodindo o Mangueirão. No lance seguinte, o Remo quase marcou o terceiro em um chute de fora da área, o goleiro Jader defendeu no susto. Em um lance mais forte, Tetê deu carrinho em Elielton e o árbitro Andrey da Silva e Silva mostrou o cartão vermelho para o meio campo do Pantera, aos 31 minutos.

O São Raimundo teve a chance com João Victor, que cruzou da esquerda e a bola passou na frente de Hebert Chocolate, assustando Vinícius. Felipe Marques fez um carnaval na defesa do São Raimundo e tocou para trás, Elielton chutou, o goleiro Jader defendeu e na sobra, a arbitragem marcou impedimento do atacante Isac. M<ais a frente, Isac lançou para Felipe Marques, que passou da marcação, driblou o goleiro Jader, mas acabou perdendo o que seria o terceiro gol azulino. Bruno Limão agarrou Esquerdinha e também recebeu cartão vermelho, aos 47 minutos, o São Raimundo ficou com nove jogadores em campo. O árbitro Andrey da Silva e Silva levou até aos 51 minutos. Placar final: Remo 2 x 0 São Raimundo. Leão na final do Parazão 2018.

FICHA TÉCNICA

REMO: Vinícius; Levy (Gustavo), Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha; Dudu, Felipe Recife (Geandro) e Adenílson (Rodriguinho); Elielton, Felipe Marques e Isac. Técnico Givanildo Oliveira.

SÃO RAIMUNDO: Jader; Bruno Limão, Lucas, Sandro e João Victor; Tetê, Jeová, Leonardo (Romário) e Wendel (Hebert Chocolate); Felipe e Lima (Jefferson Monte Alegre). Técnico Vladimir de Jesus.

Árbitro: Andrey da Silva e Silva-CBF

Assistentes: Heronildo Sebastião Freitas da Silva-CBF e Luís Diego Nascimento Lopes-CBF

Quarto-árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso-CBF

Quinto-árbitro: Rafael Rodrigues da Silva

Cartões amarelos: Esquerdinha, Felipe Recife, Levy e Dudu (Remo); Jeová, Moisés, Leonardo e Sandro (São Raimundo)

Cartões vermelhos: Tetê e Bruno Limão (São Raimundo)

Gols: Isac, aos 45 minutos do 1º tempo para o Remo; Felipe Marques, aos 20 minutos do 2º tempo para o Remo

Local: Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém

Renda: R$ 217.660,00

Pagantes: 7.249

Sócio-Torcedor: 1.757

Não pagantes: 1.550

Total: 10.556

Por Fábio Relvas
Foto: Fábio Will / Remo

Deixe uma resposta