Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Pará

Áudio coloca Zenaldo, o candidato tucano à prefeitura de Belém, em rota de colisão com a justiça eleitoral por suposta doação não declarada

O prefeito de Belém e candidato à reeleição, Zenaldo Coutinho (PSDB), teria recebido 2,15 milhões de reais do Sindicato das Transportadoras de Belém para a sua campanha, que não foram declarados à Justiça, segundo indica uma gravação entre um ex-integrante da entidade e o dono de uma fornecedora de combustíveis.

Em uma ligação telefônica, o dono da fornecedora de combustíveis Londrina Petróleo, Washington Lima, afirma a Alfred Lima (sem parentesco), ex-associado do sindicato, que soube que Zenaldo recebeu 2 milhões de reais para a campanha. Alfred responde: “Bem, aí eu não sei. Eu sei que o sindicato deu 2 milhões… 2 milhões e 150 mil”. O dono da fornecedora ainda pergunta: “Mas pra essa?” E o ex-membro responde: “Pra essa eleição para prefeito”. À Justiça Eleitoral, o candidato declarou apenas 720.122,34 reais em recursos recebidos até a publicação desta reportagem – e nenhum centavo do sindicato.

Durante a conversa, Washington afirma que “esse negócio está muito direcionado para o seu Jacó … tudo foi fácil para ele… não teve ponta lá em cima?”. O empresário se refere à facilidade com que a empresa Belém Rio Transportes, cujo proprietário é Jacob Barata, passou a operar nas linhas públicas na capital paraense nos últimos anos. Desde 2012, quando Zenaldo Coutinho assumiu a prefeitura, a participação da empresa no transporte público de Belém triplicou de 20% para 62%. Em 2014, por exemplo, quatro empresas de ônibus deixaram de operar por conta de novas exigências da prefeitura. Quase todas as linhas foram repassadas à Belém Rio.

Na sequência, Washington pergunta se o atual prefeito recebeu dinheiro para favorecer a transferência das linhas para a Belém Rio. Alfred diz não saber responder, mas que tinha conhecimento de um repasse de R$2.150.000,00 para a campanha do prefeito, através do Sindicato das Transportadoras.

Segundo o site da Revista Veja, a assessoria de Zenaldo Coutinho nega ter recebido dinheiro do sindicato. Afirma que a gravação é antiga e que foi manipulada.

O Sindicato das Transportadoras de Belém diz que Alfred Lima é apenas um ex-associado, que nunca integrou a sua diretoria (como aparece na gravação) e também nega que tenha feito qualquer doação para o prefeito de Belém. (Veja)

Deixe uma resposta