Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Política

Câmara recorrerá contra decisão que afastou prefeito de Jacundá

Cláudio Silveira, advogado da Câmara Municipal, pretende ingressar com agravo no Tribunal de Justiça do Estado (TJE) contra a decisão do juízo local.

Por Antonio Barroso – correspondente em Jacundá

O vereador e presidente do Poder Legislativo de Jacundá, Lindomar Marinho, confirmou na segunda-feira (05) que recorrerá da decisão do juiz Edinaldo Antunes Vieira, que afastou o prefeito José Martins de Melo Filho, o Zé Martins. O agravo será impetrado no Tribunal de Justiça do Estado (TJE) tão logo a decisão de um segundo processo por improbidade administrativa aberto pelo Ministério Público seja julgado.

Na cadeira de prefeito, o vice Ismael Barbosa dá as cartas. Já substituiu os secretários de Saúde, Finanças e Educação e nomeou respectivamente para os cargos a empresária Yara Soraya Taborda, Sérgio Correia Júnior e Leila Clara Gonçalves Barbosa. O novo gestor reuniu com os demais membros do primeiro escalão da PMJ na manhã de ontem (segunda-feira) e determinou uma espécie de auditoria nas contas da Prefeitura, em especial nas pastas da Educação, Saúde, Assistência Social. “Esse relatório será divulgado”, disse a advogada Caroline Barbosa.

O prefeito Zé Martins foi afastado do cargo no dia 1º por determinação da Justiça local, que acatou um pedido em Mandado de Segurança da vereadora Eliane Santos Pinheiro, a Lane, que questionou a extinção de uma Comissão Processante aberta para apurar atos de improbidade administrativa da gestão Zé Martins na Câmara Municipal.

Veja também:  Em Tucuruí, Bena declara apoio a Jairo Holanda e não se candidatará (atualizado)

Cláudio Silveira, advogado da Câmara Municipal, pretende ingressar com agravo no Tribunal de Justiça do Estado (TJE) contra a decisão do juízo local, após este decidir sobre o processo de improbidade administrativa impetrado pelo Ministério Público contra o gestor. “Antes disso, é impossível recorrermos”.

Deixe uma resposta