Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esporte

Capoeiristas de Parauapebas, Curionópolis e Canaã dos Carajás conquistam troféus em Campeonato Regional

Este ano, 350 capoeiristas profissionais participaram do campeonato, que é considerado o maior evento esportivo de capoeira das regiões Norte e Nordeste

A 12º Copa Cajuína de Capoeira, realizada em Teresina (PI), no dia 9 de setembro, resultou em várias premiações para 4 atletas de três municípios do sudeste paraense. Dois deles são de Parauapebas. Este ano, 350 capoeiristas profissionais participaram do campeonato, que é considerado o maior evento esportivo de capoeira da região Nordeste.

Elainy Cruz Santos, de 31 anos e Eliel Lucena Antão, de 9 anos, monitora e aluno de capoeira, representaram Parauapebas e se destacaram na competição. Eliel disputou a categoria “Dente de Leite”, para atletas de 7 a 9 anos de idade, e conquistou o terceiro lugar. Na categoria “Graduado Feminino”, Elainy enfrentou 8 capoeiristas e levou o 1º lugar, repetindo o feito de 2016, quando ganhou pela mesma categoria. Elainy também recebeu as premiações especiais que são dadas aos atletas que fazem a melhor apresentação no desafio com outros capoeiristas, em diferentes ritmos. Ela ganhou o “jogo de benguela”, que é um ritmo mais lento e mais técnico da capoeira, e na categoria que reúne todos os campeões das edições anteriores, conquistando a “premiação São Bento Grande”, que é a apresentação do um ritmo mais acelerado.

Também representou o Pará o capoeirista de Canaã de Carajás, Paulo Araújo dos Santos, que ficou em 2º lugar na categoria “Absoluto”, e também levou o 2º lugar na categoria “Graduado Masculino”. Mas, Paulo garantiu as três premiações especiais pelos jogos apresentados: Benguela, São Bento e Iuna. E Jardel Conceição, de Curionópolis, foi campeão na categoria “Solo” e terceiro lugar no “Intermediário Masculino”.

Elainy disse que o momento agora é de descanso, mas que já está de olho no próximo desafio, que será em maio do ano que vem em num campeonato de capoeira na cidade de Goiânia, em Goiás. Ela explica que os três melhores colocados, nessa competição, conquistarão as vagas para o Brasileiro de 2018. A atleta recebe o apoio do Instituto Ágape, de Parauapebas, que ajuda crianças e adultos com iniciativa do esporte educacional.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!