Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esporte

Clube do Remo perde para o Náutico e amarga a lanterna do Grupo A da Série C

Com o resultado, o Leão Azul chegou a sua quarta derrota seguida na competição
Continua depois da publicidade

O Clube do Remo perdeu a quarta partida seguida no Campeonato Brasileiro da Série C. A nova derrota dos remistas aconteceu para o Náutico-PE, por 3 a 2, na tarde deste sábado (9), na Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, em partida válida pela 9ª rodada do Grupo A da competição nacional. Com o resultado, o time azulino caiu para o 10° lugar, na zona de rebaixamento e ficou na lanterna da terceira divisão. Já o Náutico saiu da última posição e agora é o 7° colocado, com 10 pontos.

Os gols só saíram no segundo tempo. O Náutico saiu na frente com o gol de Robinho, aos seis minutos, após uma lambança geral da defesa azulina, envolvendo o goleiro Vinícius e o zagueiro Moisés. O Leão Azul reagiu imediatamente com o gol de Esquerdinha, que pegou uma sobra de bola e mandou para as redes, aos sete minutos. O Timbu marcou o segundo em mais um vacilo da zaga azulina, com Jhonnatan, aos 37, e ampliou no pênalti convertido por Wallace Pernambucano, aos 42. O Remo diminuiu com Elielton, que cabeceou para o fundo da meta adversária, após a bola bater no travessão, em falta cobrada por Rodriguinho, aos 48 minutos.

O Clube do Remo volta a campo diante do Atlético-AC, na segunda-feira (18), às 19h, no Estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, em Belém.

O jogo: Náutico 3 x 2 Remo – Leão Azul é o lanterna!

Náutico e Remo entraram em campo pressionados pelas campanhas pífias na Série C. O Timbu era o lanterna e o Leão o vice-lanterna. O time azulino chegou primeiro, quando Rodriguinho tocou para Leandro Brasília, que chutou para fora. O Timbu reagiu com Lelê, que em jogada individual achou espaço e chutou para o gol, Vinícius defendeu bem. Novamente o Leão atacou com Rafael Bastou, que passou para Leandro Brasília chutar para a defesa do goleiro Bruno.

O Remo começou a levar perigo quando saía para o jogo com a bola dominada. O lateral-direito Nininho deu belo passe para o atacante Eliandro, que chutou na saída do goleiro, mas a arbitragem assinalou impedimento do ataque azulino. O Náutico voltou a levar perigo, quando Jobson cobrou uma falta com precisão, a bola caprichosamente explodiu no travessão do goleiro Vinícius.

Na segunda etapa, o time pernambucano saiu para o jogo. Thiago Ennes abriu espaço no meio da defesa azulina e disparou, a bola foi para fora. Na segunda tentativa, após lançamento na área, o goleiro Vinícius e o zagueiro Moisés se atrapalharam e a bola sobrou para Robinho, que chutou e ainda contou com o desvio no zagueiro Mimica, gol do Náutico, aos seis minutos. Mas nem deu tempo para o Timbu comemorar e o Leão foi logo empatando a partida. Após uma sobra, o lateral Esquerdinha soltou o pé, a bola desviou no meio do caminho e matou o goleiro Bruno, tudo igual, aos sete minutos, 1 a 1.

Veja também:  Remo perde para o Salgueiro no Mangueirão e fica próximo do Z2 da Série C

Após os dois gols, o jogo melhorou muito. Rafael Bastou tocou bem para Everton, que bateu para a defesa de Bruno, quase o gol da virada remista. De novo o Remo, Esquerdinha em boa jogada individual cruzou para o meio da área, a bola passou pelo atacante Eliandro, que não conseguiu finalizar. Esquerdinha mandou um chutaço em uma falta ensaiada, o goleiro Bruno salvou o Timbu. O Náutico chegou com Jobson, que disparou para a defesa de Vinícius. O time da casa teve tudo para marcar o segundo, mas Rafael Assis livre dentro da área isolou, levando a torcida a loucura.

Mas a torcida comemorou no lance seguinte. Em uma boa jogada dentro da área, o goleiro Vinícius defendeu, mas deu rebote e a bola foi parar nos pés do meia Jhonnatan, ex-Clube do Remo, marcar contra o time que o revelou, aos 37, 2 a 1. Esquerdinha, o jogador mais perigoso do Leão, chutou forte de fora da área e parou outra vez na boa defesa de Bruno. Wallace Pernambucano entrou na área e foi derrubado por Leandro Brasília, pênalti assinalado. O próprio Wallace Pernambucano cobrou e marcou, aos 42 minutos, 3 a 1.

Ao apagar das luzes, o Leão Azul conseguiu diminuir o marcador na Arena de Pernambuco. Rodriguinho cobrou falta, a bola explodiu no travessão e na sobra, Elielton cabeceou para o fundo do barbante, aos 48 minutos. Placar final: Náutico 3 x 2 Remo.

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO: Bruno; Thiago Ennes, Rafael Ribeiro, Camacho e Josa; Jonnathan, Dudu (Rafael Assis) e Jobson; Lelê (Negretti), Robinho e Ortigoza (Wallace Pernambucano). Técnico: Márcio Goiano

REMO: Vinícius; Nininho, Mimica, Moisés e Esquerdinha; Leandro Brasília, Dedeco (Dudu), Rodriguinho, Rafael Bastos e Everton (Elielton); Eliandro (Ruan).Técnico: Artur Oliveira

Árbitro: Salim Fende Chavez (SP)

Assistentes: Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP) e Fabrini Bevilaqua Costa (SP)

Cartões amarelos: Jobson (Náutico); Leandro Brasília, Mimica e Nininho (Remo)

Gols: Robinho, aos seis minutos do 2° tempo para o Náutico; Esquerdinha, aos sete minutos do 2° para o Remo; Jhonnatan, aos 37 e Wallace Pernambucano, de pênalti, aos 42 minutos do 2° tempo para o Náutico; Elielton, aos 48 minutos do 2° tempo para o Remo

Local: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata, município da região metropolitana de Recife

Por Fábio Relvas

Deixe uma resposta