Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Previdência

CUT Pará mobiliza para o Dia Nacional Contra a Reforma da Previdência

CUT Pará está envolvida com uma série de atividades para mobilizar a população tanto para o ato do dia 15 quanto para pressionar os parlamentares federais paraenses.

No próximo dia 15 de março, quarta-feira, ocorrerão protestos em quase todos os municípios paraenses como parte do Dia Nacional Contra a Reforma da Previdência. O maior deles será em Belém, a partir das oito horas, na praça da República, no centro da cidade, num ato unificado de centrais sindicais, movimentos sociais e a Frente Brasil Popular Pará. Também está certa a paralisação dos servidores dos Correios e dos bancos públicos.

E a CUT Pará está envolvida com uma série de atividades para mobilizar a população tanto para o ato do dia 15 quanto para pressionar os parlamentares federais paraenses. Neste sábado (11), das oito ao meio dia, haverá panfletagem na feira do bairro da Pedreira, na periferia de Belém. Além de spots sobre o desmonte da Previdência, serão distribuídos panfletos com as fotos e informações sobre a votação recebida pelos deputados, deputadas e senadores que ainda não se posicionaram sobre o assunto.  Chegou a hora de cobrá-los.

Por isso, nos dias 13 e 14, a CUT Pará montará acampamento no Aeroporto Internacional de Val-de-Cães para abordá-los durante o embarque para Brasília. Dos 17 parlamentares federais, apenas três já afirmaram que votarão contra a reforma: Edmilson Rodrigues (PSOL), Beto Faro e Zé Geraldo (PT). O senador Paulo Rocha (PT) também votará contra.

Ainda no dia 13, a partir das nove horas, no auditório do Sindicato dos Bancários, está previsto um debate sobre a reforma da Previdência com a participação da deputada federal Érika Kokai (PT-DF). Outro debate ocorrerá no dia 14, a partir das 8h30, no Sindicato dos Médicos.

Além disso, a CUT Pará está incentivando os seus sindicatos urbanos e rurais a colocarem faixas contra a reforma na fachada de suas sedes.

Interior do Estado – No período de 27 de fevereiro a 10 de março, a Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Agricultura (Fetagri) promoveu nove plenárias regionais, onde o principal assunto foi o desmonte da Previdência e a necessidade de ampla mobilização para o dia 15 de março.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!