Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Saúde

Dez municípios no sudeste do Pará não informaram aplicação de doses da vacina contra febre amarela

O relatório é baseado nos dados lançados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) por cada município.

Apesar do surto de febre amarela na região sudeste do país que, segundo o Ministério da Saúde, já causou a morte de 46 pessoas e infectou outras 107 até o final de janeiro, 10 municípios da região sudeste do Pará ainda não aplicaram nenhuma dose da vacina contra a doença durante este primeiro mês do ano.

Estes 10 municípios são: Abel Figueiredo; Bom Jesus; Brejo Grande; Itupiranga; Novo Repartimento; Piçarra; Rondon do Pará; São Geraldo do Araguaia; São João do Araguaia; Tucuruí. Foram repassadas 12.700 doses da vacina contra a febre amarela para os 21 municípios atendidos pela 11° Regional da Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) e apenas 4.080 foram aplicadas.

Apenas Goianésia e Jacundá informaram a utilização de  todas as doses de vacina contra a febre amarela enviadas pelo Ministério da Saúde no mês de janeiro deste ano. Todos esses dados foram extraídos do relatório da 11° Regional, que apresenta um balanço do número de doses entregues e aplicadas.

O relatório é baseado nos dados lançados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI), este lançamento deve ser realizado por cada município.

Situação de Parauapebas

De acordo Ana Raquel, coordenadora da Vigilância em Saúde da 11° Regional da Sespa, o município de Parauapebas recebeu 2.000 doses, no dia 19 de janeiro, e 400 doses extras, no dia 31. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio da assessoria de comunicação, informou que foram aplicadas 1.599 doses no município, durante o mês de janeiro, e que a demanda foi crescente nos últimos dias do mês.

No início de fevereiro todas as unidades de saúde do município voltaram ao horário de funcionamento normal, e respectivamente todas as salas de vacinação com atendimento das 8 às 12 e 14 às 18 horas. As 801 doses da vacina contra febre amarela que restaram do mês de janeiro foram todas aplicadas nos primeiros dias de fevereiro, portanto, o município está sem a referida vacina em estoque e aguarda o envio de novas doses, o que já foi solicitado à 11° Regional da Sespa. Mas, segundo a Sespa, as vacinas só serão enviadas quando o município informar a aplicação de todo o estoque no SIPNI.

A responsabilidade de disponibilizar as vacinas para os municípios é do governo federal, que compra diretamente de laboratórios especializados. As doses são repassadas para os Estados, responsável em fazer a distribuição aos municípios utilizando como base os dados da população, conforme informado pelo IBGE. Ao município cabe o recebimento dos imunobiológicos, o seu correto armazenamento e distribuição para as unidades de saúde, além de informar a quantidade utilizada e sua respectiva demanda.

No caso da vacina contra a febre amarela, o Ministério da Saúde informa que todos os Estados estão abastecidos e têm estoque suficiente para atender toda a população nas situações recomendadas, ou seja, preferencialmente pessoas que vivem em áreas rurais dos municípios com casos suspeitos ou que nunca se imunizaram contra a doença.

Deixe uma resposta