Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Em Marabá, prefeito paralisa obras para quitar Folha de Pagamento dos servidores.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Marabá informa que a Administração Municipal do município, por decisão do Prefeito João Salame Neto (foto), a prioridade do Executivo, durante esses cinco meses que faltam para concluir a presente gestão, será manter em dia os salários dos servidores. Assim, nenhuma obra será iniciada e as que estão em andamento serão paralisadas.

Quando assumiu a prefeitura, em 2013, o Prefeito João Salame encontrou uma dívida de R$ 65 milhões com os servidores. Eram dois meses de salários atrasados, quatro meses de vale transporte, sete meses de vale alimentação e 10 meses de plantões médicos. Dívida essa que ele quitou imediatamente, visando garantir os direitos dos trabalhadores e o sustento de suas famílias.

Agora, após três meses de afastamento, Salame tem na sua mesa a Folha de Pagamento de julho no valor de R$ 32.834.701,86, mas só encontrou R$ 2.678.250,84 nas contas do município. Ou seja, novamente se depara com um cenário desfavorável, daí as medidas severas adotadas neste momento novamente com o objetivo de garantir que o servidor não seja lesado em seus direitos.

Como uma das primeiras medidas a fim de garantir a normalidade da rotina da família do servidor, o prefeito João Salame negociou com a empresa que fornece o Vale Alimentação para a Prefeitura de Marabá e, nesta quinta-feira (11), o valor do Visa Vale já amanheceu depositado na conta dos servidores.

Comentários ( 3 )

  1. Ano de eleição opera milagre,o SR.Salame que tem cara de mortadela, tenta agora reverter uma situação que ele mesmo criou e o Tal PIES deu uma forcinha como um se fora(do verbo fôr rs) um enredo combinado.
    Ele volta todo austero querendo passar por gerente competente,essa farsa já conheço bem,acerta com os credores uma espécie de moratória branca,faz uma média com o funcionalismo(tá querendo voto)se eventualmente retornar à prefeitura no próximo pleito(ainda que através de alguém que vier apoiar)retoma todos os desmandos de sua atual administração.

  2. Nos bastidores se Efala que este sujeito nao se conforma em ser associado ao candidato Tiao. A preocupaçao atual deste (indi)gestor é concluir seu maior projeto pessoal do final do seu mandato: nao perder seus direitos politicos.. Infelizmente. Agora, o que se tem certo em Maraba,é que ele conseguiu superar o desastroso mandato do seu antecessor vulgo Maumau.

  3. Se o prefeito olhasse com bons olhos e investisse como deveria na Administração Tributário do Município, conforme rege o Art. 37 da CF/88, fazendo com que a Secretaria de Gestão Fazendária tivesse a estrutura e condições de trabalho próxima da realidade de outros Fiscos de cidades de mesmo porte que Marabá, a arrecadação própria de nossa Cidade daria uma fôlego a mais para as finanças da Prefeitura.
    Hoje a saúde financeira de Marabá vai de mal a pior, haja vista ser totalmente dependente de transferências constitucionais. O que é inadmissível para uma cidade deste porte!
    O potencial arrecadatório de Marabá é bastante elevado, desconhecido por esta e pelas gestões anteriores. A partir do momento que houver os investimentos devidos na Fazenda, Marabá passará a viver outro ciclo de gestão. Toma-se como exemplos as grandes cidades e a maioria dos municípios do Sul deste país. Todos estruturados, com arrecadação e investimentos fortes.

Deixe uma resposta