Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Política

Famep realiza reunião de Conselho Político em Brasília

A reforma da Previdência é o o principal item de preocupação dos prefeitos do Estado do Pará
Continua depois da publicidade

Os dirigentes da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep), juntamente com os presidentes das Associações e Consórcios Regionais estiveram reunidos na tarde desta terça-feira, 7 de março, na sede da Confederação Nacional de Municípios (CNM), em Brasília. O encontro – que ocorreu após a reunião do Conselho Político Ampliado, realizado pela Confederação – teve por objetivo discutir pautas de interesse dos Municípios do Estado, além de debater estratégias para a XX Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

De acordo com o presidente da Federação das Associações de Municípios do Estado do Pará (Famep), Xarão Leão, o principal item de preocupação dos prefeitos do Estado é a previdência. “A nossa pauta é comum ao restante do Brasil. As dificuldades são as mesmas, mas a Previdência é algo que nos traz muita preocupação”, disse. Ele ressaltou que a Famep vai realizar, no dia 15 de março, Marcha com todos os prefeitos do Estado para debater a pauta.

Xarão destacou, ainda, a importância de os gestores se mobilizarem. “Devemos conscientizar os prefeitos sobre a importância do movimento municipalista. Os exemplos citados pelo presidente Paulo Ziulkoski sobre as conquistas do movimento, como o aumento do FPM [Fundo de Participação dos Municípios] e a repatriação, encorajam os novos prefeitos a seguirem essa carreira tão difícil. E isso pé muito importante”, disse o presidente.

Estiveram presentes o presidente da Famep, Xarão Leão; presidente do Consórcio de Desenvolvimento Sócio-Econômico Intermunicipal (Codesei) e prefeito de Abaetetuba, Alcides Negrão (Chita); presidente da Associação de Municípios do Araguaia, Tocantins e Carajás (Amat-Carajás) e prefeito de São Domingos do Araguaia, Pedro Paraná; presidente da Associação de Municípios das Rodovias da Transamazônica, Santarém-Cuiabá e Região Oeste do Pará (Amut) e prefeito de Santarém, Nelio Aguiar; presidente da Associação de Municípios do Arquipélago do Marajó (Amam) e prefeito de Muaná, Sérgio Murilo; presidente da Associação de Municípios da Calha Norte (Amucam) e prefeito de Oriximiná, Antônio Odinelio; presidente  Consórcio de Municípios Alagados pelo Rio Tocantins (Compart)  e prefeito de Tucuruí, Jones Wiliam.

Demandas

Na quarta-feira (8), a comitiva paraense reuniu ainda com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, e a bancada federal, onde solicitaram apoio para solucionar demandas das regiões, como o rebaixamento do linhão de energia na Calha Norte; pavimentação da BR 163 e Transamazônica; parcelamento do INSS; retomada do Projeto Calha Norte; financiamento para viabilização de recursos resíduos sólido; execução do Plano do Marajó; construção da ponte no Rio Araguaia, que vai ligar São Geraldo do Araguaia (PA) e Xambioá (TO); derrocamento do Pedral do Lourenço; Construção da Hidrelétrica de Marabá; pavimentação da BR 422; compensações ambientais para os municípios as jusante (Eletronorte); Criação de Matadouros, entre outros.

Deixe uma resposta