Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Unifesspa

Flexa Ribeiro e bancada do Pará conseguem liberação de Concurso Público para a Unifesspa

A contratação de mais servidores para a Unifesspa era um pleito antigo do reitor, Maurílio Monteiro, que defendia a liberação das vagas como forma de dar continuidade aos cursos em desenvolvimento nos campus de Rondon do Pará, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu e Xinguara.

O ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Oliveira, garantiu à bancada do Pará que irá liberar a realização de concurso público para o preenchimento de vagas para a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa). A confirmação se deu durante reunião, realizada na noite de ontem, a pedido do senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA). Além da demanda da universidade, os parlamentares paraenses defenderam a suplementação no orçamento das BRs-155, 158 e 163, principais corredores logísticos do Pará e do Brasil.

A contratação de mais servidores para a Unifesspa era um pleito antigo do reitor da Unifesspa, Maurílio Monteiro, que defendia a liberação das vagas como forma de dar continuidade aos cursos em desenvolvimento nos campus de Rondon do Pará, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu e Xinguara. Dada a importância para o Estado, a demanda foi acolhida por toda a bancada, que passou a defendê-lo junto ao governo. No início deste ano, o senador Flexa Ribeiro esteve reunido com o ministro da Educação, Mendonça Filho, para apresentar a necessidade real da instituição de ensino. “De pronto o ministro Mendonça acatou nosso pleito por entender a importância das vagas para a consolidação dos cursos já em andamento. Apesar do seu apoio, o titular do MEC nos havia informado que a decisão estaria condicionada a uma autorização do Planejamento. Marcamos a reunião e saímos com a informação de que o governo vai liberar as vagas”, comemorou o senador Flexa Ribeiro.

A Unifesspa solicita, em caráter emergencial, a liberação de 156 vagas, sendo 90 para técnicos alocados na sede e 66 para professores dos cursos de Medicina Veterinária e Zootecnia, no campus de Xinguara; Engenharia Civil, em Santana do Araguaia; Jornalismo, na unidade de Rondon do Pará; e Letras/Espanhol, no campus de São Félix do Xingu.

De acordo com o ministro Dyogo, técnicos do Planejamento entrarão em contato com servidores do Ministério da Educação já nos próximos dias para dar andamento a liberação do concurso público. “Tem todo nosso apoio. Vamos manter contato com o MEC e dar andamento a essa questão. Nosso objetivo é garantir que as coisas em andamento tenham continuidade”, afirmou.

Rodovias – A urgência nas obras de pavimentação dos principais corredores logísticos do Pará foi outro tema defendido pela bancada junto ao ministro do Planejamento. Os parlamentares pediram ao ministro a suplementação do orçamento do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) como forma de dar celeridade às obras de pavimentação das BRs-155, 158 e 163, consideradas as principais vias de escoamento dos grãos produzidos no sudeste do Pará e na região centro-oeste do Brasil.

Em reunião realizada com a bancada do Pará no início do mês, o diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro, disse que seria preciso a suplementação de R$ 200 a R$ 300 milhões no seu orçamento para dar celeridade às obras no Estado. “Essa suplementação é necessária para que o Dnit possa dar velocidade nas construções e reparos na 158 e 155, incluindo as pontes, e também acelerar o processo da 163, de tal forma que ela esteja concluída até o final de 2018. Metade será feita nesse verão e a outra metade no verão do próximo ano. Saímos da reunião com o apoio do ministro para que, junto com o Ministério dos Transportes, ele possa fazer a suplementação desse orçamento”, comemorou o senador Flexa.

Além de Flexa Ribeiro, participaram da reunião com o ministro do Planejamento, o senador Paulo Rocha (PT), e os deputados federais Beto Salame (PP), Joaquim Passarinho (PSD), Júlia Marinho (PSC) e Zé Geraldo (PT).

Deixe uma resposta