Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Hospital Regional de Marabá realiza 8ª SIPAT‏

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), anualmente são registrados 270 milhões de acidentes de trabalho no mundo. Mais de 1 milhão desses casos acontecem no Brasil, sendo uma das principais causas o descumprimento de normas básicas de proteção, como o uso de equipamento de proteção individual. Com o intuito de conscientizar colaboradores e prestadores de serviço sobre a importância do trabalho seguro e os riscos de doenças ocupacionais, de 25 a 29 de abril, o Hospital Regional do Sudeste do Pará – Dr. Geraldo Veloso (HRSP), em Marabá, realiza a 8ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT). A programação foi aberta pela Banda do Exército, que animou colaboradores e usuários na tarde desta segunda-feira (25).

Para o diretor geral do HRSP, Valdemir Girato, dada a natureza do ambiente hospitalar, a prevenção e o treinamento contínuo da equipe são essenciais para reduzir os riscos de acidente na unidade. “O hospital tem 498 colaboradores que se dedicam a cuidar de pessoas e, por isso, estão expostas a riscos. Conscientizá-las sobre a importância do cuidado pessoal e com o próximo no ambiente de trabalho, sem dúvida, ajuda a evitar situações inseguras”, comentou o administrador.

O envolvimento de todos os colaboradores na prevenção de acidentes foi reforçado pelo técnico de Segurança do Trabalho, James Moura, na palestra de abertura da 8ª SIPAT. Ele usou a linguagem do futebol para mostrar que segurança se faz em equipe. Como o jogador de meio de campo, que faz o passe para a equipe fazer o gol, o funcionário prudente está atento à segurança de todos, não apenas a sua, porque sabe que o resultado é do time. “Cerca de 80% dos acidentes de trabalho estão relacionados a comportamentos, portanto, poderiam ser evitados”, relatou o palestrante.

As principais causas de acidentes são descumprimento de procedimentos, falta de capacitação para determinada tarefa, acesso a locais proibidos, desrespeito à sinalização e uso de álcool e outras drogas.

A operadora de caixa Maria Valda Vieira, de 49 anos, acompanha um amigo em tratamento no hospital. Ela participou da abertura da SIPAT e comentou que o encontro foi bastante proveitoso. “Se as regras de segurança não são obedecidas, as pessoas sofrem, e não é apenas o trabalhador, é a família inteira. Em casa e no trânsito também deve ser assim. Melhor obedecer a sacrificar”, argumentou a acompanhante.

O auxiliar administrativo do Hospital Regional de Marabá, Valteir Silva, diz que a família é sua motivação maior para o cuidado no ambiente de trabalho. “Eu não estou sozinho. Tenho uma esposa e dois filhos que dependem de mim. Penso neles sempre”, afirmou o colaborador.

Programação

Até a próxima sexta-feira (25), outros temas serão debatidos na 8ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho do HRSP, como a prevenção de acidentes com motocicletas. Atualmente, cerca de 70% dos leitos do Hospital Regional de Marabá são ocupados por vítimas de acidentes de trânsito, sendo que os motoristas de moto são a maioria. Entre 2013 e 2015, o número de motociclistas atendidos no hospital foi nove vezes maior que o de vítimas de acidentes de carro, excluindo pedestres e ciclistas.

Também fazem parte da programação palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis, bem-estar no trabalho, acidentes com materiais perfurocortantes, primeiros socorros e combate a princípio de incêndio.

O Hospital Regional do Sudeste do Pará é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar sob contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Deixe uma resposta