Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Independente e São Raimundo vencem pela terceira rodada do Brasileirão da Série D

O Galo Elétrico assumiu a liderança do Grupo A2, enquanto o Pantera é vice-líder do Grupo A3

Por Fábio Relvas
Fotos: Lindoberto Filho, Rauber Soares e Marcos Dantas

As duas equipes representantes do Estado do Pará na Série D do Campeonato Brasileiro entraram em campo neste domingo (6). O Independente recebeu o Santos-AP, no Estádio Navegantão, e venceu pelo placar de 2 a 0, assumindo a liderança isolada do Grupo A2, com sete pontos. Os gols do Galo Elétrico foram assinalados por Tetê, aos 44 minutos do primeiro tempo, e Dadá, de pênalti, aos 42 minutos do segundo tempo.

O Independente volta a campo contra o Santos-AP no próximo domingo (13), às 16h, no Estádio Zerão, em Macapá.

Em relação ao São Raimundo, o Pantera visitou o Nacional-AM, na Arena da Amazônia, em Manaus. O time paraense venceu por 1 a 0, com o gol assinalando pelo atacante Marcelo Maciel, de cabeça, aos 47 minutos do primeiro tempo. Com o resultado, o time de Santarém assume a vice-liderança do Grupo A3, com quatro pontos.

O São Raimundo enfrentará o mesmo Nacional-AM no próximo domingo (13), às 16h, no Estádio Colosso do Tapajós, em Santarém.

O jogo: Galo Elétrico 2 x 0 Peixe da Amazônia

O time do Independente foi em busca da vitória para assumir a liderança do Grupo A2 da Série D. Levantamento na área do Santos, o atacante Wegno se esticou, mas não alcançou a bola. Novamente Wegno, que agora chegou em velocidade e bateu cruzado; a bola passou assustando. Pressão do Galo Elétrico, Fidelis recebeu passe dentro da grande área e finalizou para fora.

O Peixe da Amazônia teve uma chance em cobrança de falta: Balão Marabá cobrou e o goleiro Dida, atento, fez a defesa. Com muito mais posse de bola, o Independente voltou ao ataque com Pecel que, em jogada individual, passou bem da marcação, mas mandou para fora. O gol era questão de tempo e saiu com o meia Tetê, que acertou um chutaço e marcou um golaço no Estádio Navegantão, aos 44 minutos, 1 a 0.

Na segunda etapa, a partida caiu muito e os times pouco chegaram com perigo. A equipe amapaense teve a chance do empate com Tikel, que mandou chute colocado, mas o goleiro Dida salvou o Galo Elétrico. O lateral-direito Bruno Limão, do Independente, avançou e chutou longe da meta do goleiro Axel. Em uma bola na área do Santos, o zagueiro Igor João foi derrubado e o árbitro assinalou pênalti.

O volante Dadá pediu preferência e cobrou com muita categoria, sem chance para o goleiro Axel: 2 a 0, aos 42 minutos, para a festa da torcida do Galo Elétrico no Estádio Navegantão. Placar final: Independente 2 x 0 Santos-AP. Com a vitória, a equipe de Tucuruí assumiu a liderança do Grupo A2 do Campeonato Brasileiro da Série D, com sete pontos.

O jogo: Leão 0 x 1 Pantera

Precisando da vitória para continuar com chances de classificação no Grupo A3 da Série D, o São Raimundo jogou com cautela contra o até então favorito Nacional-AM, na Arena da Amazônia. O Naça chegou primeiro com Charles, mas a arbitragem viu impedimento no lance. Novamente o Nacional: após cobrança de falta de Souza, o atacante Danilo Galvão cabeceou para a boa defesa do goleiro Jader, que espalmou mandando para escanteio.

Veja também:  Série D: São Raimundo e Independente estrearam empatando contra times de Rondônia

Só dava Leão: Pedro Balú avançou bem pela direita e cruzou na medida para Danilo Galvão, o goleiro Jader salvou com o pé. Quando o Pantera santareno finalmente chegou, a arbitragem assinalou impedimento de Vinícius. Jailton recebeu passe em profundidade pela direita e, mesmo com marcação, conseguiu bater de primeira, mas parou no paredão chamado Jader, que salvou os santarenos mais uma vez.

O São Raimundo tentou surpreender com o chute de Léo, que mandou forte da intermediária, mas a bola passou para fora. Com 30 minutos de bola rolando, a arbitragem paralisou o jogo e deu tempo técnico para hidratação dos jogadores na Arena da Amazônia. Na volta para a partida, o time paraense quase marcou com Marcelo Maciel, que recebeu na frente e mandou um balaço; a bola passou assustando o goleiro Marcelo Valverde.

O Nacional reagiu com Pedro Balú, que chegou em velocidade pela direita e bateu forte na rede pelo lado de fora. Quem marcou mesmo foi o Pantera: Vinícius avançou pela direita e cruzou na medida para o atacante Marcelo Maciel, que cabeceou forte; a bola bateu no travessão e entrou, 1 a 0, aos 47 minutos. Na segunda etapa, o time da casa quase empatou logo no primeiro lance, quando Zé Antônio cobrou falta direto para o gol, e o inspirado goleiro Jader espalmou outra vez.

Pressão do Naça. Charles cobrou falta para o toque de cabeça de Jefferson Siqueira, mas a bola vai pela linha de fundo. Jailton recebeu passe na frente e bateu forte, o goleiro Jader defendeu de novo. O São Raimundo quase surpreendeu outra vez: em cobrança de escanteio, Marcelo Maciel cabeceou e Pedro Balú afastou em cima da linha. O desespero começava a bater no Nacional, quando Raylson pegou uma bola de frente e mandou por cima da meta adversária.

Em outra chance do time da casa, Charles também resolveu arriscar e mandou pela linha de fundo. Em um contra-ataque, Marcelo Maciel partiu em velocidade, do jeito que ele gosta, mas na hora da finalização, Pedro Balú conseguiu travar a jogada. Charles, um dos jogadores mais perigosos do Naça no jogo, bateu rasteiro e Jader, o nome do Pantera, salvou para escanteio. Na segunda etapa, a arbitragem também paralisou a partida e deu o tempo técnico, aos 29 minutos.

A melhor chance de gol depois da parada foi do time paraense: em um contra-ataque, o atacante Webert Chocolate entrou livre e, sozinho, bateu para fora o que seria o segundo gol da partida. Placar final: Nacional-AM 0 x 1 São Raimundo. O Pantera conquistou a primeira vitória na Série D e assumiu a vice-liderança do Grupo A3, com quatro pontos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta