Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Parauapebas

Mototaxista executado com tiros na cabeça no Beira Rio, em Parauapebas

Luciano Cardoso de Souza ainda chegou a ser removido ao hospital, mas não resistiu e morreu ao dar entrada
Continua depois da publicidade

Mais uma execução ocorreu em Parauapebas. Foi por volta das 14h30 desta terça-feira (5), na esquina das ruas Perimetral Sul e Presidente Kenedy, no Bairro Beira Rio, quando a vítima, o mototaxista Luciano Cardoso de Sousa, 29 anos, trafegava de moto, levando a esposa, grávida de sete meses. Outra moto emparelhou com a dele e, o ocupante da garupa disparou quatro tiros contra a cabeça do homem, que vestia um colete balístico. Luciano ainda chegou a ser socorrido pelo Samu, mas, morreu ao dar entrada no Hospital Geral de Parauapebas.

Ouvida pela Reportagem do Blog, Laiane da Conceição Souza, irmã do mototaxista, conta que, dias atrás, desconhecidos, haviam tentado atirar nele em frente à casa em que moram. Por esse motivo, ele pouco estava saindo de casa.

Laiane disse ainda não saber se o irmão tinha inimigos e também desconhece que ele tenha tido desavença com alguém. Afirmou que Luciano, além de mototaxista, era dono de um pequeno restaurante.

Veja também:  Foragido acusado de integrar grupo de extermínio no Pará é preso no Tocantins

“Ele nunca conversou com a gente sobre alguma desavença. Só disse que iria comprar um colete à prova de balas. Mas isso porque, apesar de não termos armas, sempre gostamos de utensílios militares”, contou ela.

Luciano morava na Rua Nova República, no Bairro União, e a mulher dele, com quem estava havia dois anos, tem um bebê 11 meses e está grávida de sete meses.

Outra versão

Porém, segundo a polícia apurou com populares que conheciam o mototaxista, ele vendia e drogas e que tentou matar outra pessoa dias antes. O crime de hoje teria sido motivado por disputa de boca de fumo.

Deixe uma resposta