Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Legislativo

Parauapebas: alunos cobram apoio dos vereadores para a solução de problemas de infraestrutura em escola estadual

Leia ainda o que mais foi destaque na Sessão da CMP desta terça-feira (14)

Dezenas de alunos da Escola Estadual de Ensino Médio Janela Para o Mundo fizeram uma grande manifestação na Câmara Municipal, durante a sessão desta terça-feira (12). A reivindicação é por melhorias na infraestrutura da escola, que funciona em um prédio alugado, localizado no bairro Cidade Jardim.

“É preciso fazer manutenção nos aparelhos de ar-condicionado, que estão todos quebrados. Tá insuportável estudar naquelas salas de aula. Também precisamos de cadeiras com urgência”, relatou uma das alunas. O barulho feito durante a manifestação dos alunos atrapalhou o discurso dos vereadores em vários momentos, então o presidente da Casa de Leis decidiu receber uma comissão de oito alunos logo após a sessão.

O vereador Zacarias Marques de Assunção questionou a interdição do prédio da Escola Estadual de Ensino Médio Irmã Dulce, realizada há três anos pelo Corpo de Bombeiros e Secretaria Estadual de Educação (Seduc), por conta do risco de cair. “Foi um laudo incorreto, no meu ponto de vista. O custo de que se tem com aluguel hoje poderia ser destinado para a manutenção do prédio, que é próprio”, relatou o vereador, parabenizando os alunos pela iniciativa de cobrar seus direitos.

“Os alunos da Escola Janela Para o Mundo estão sentados em mesas de refeitório para estudar. Se há convênio entre a Prefeitura de Parauapebas e o governo estadual, então a responsabilidade deve ser compartilhada também. Sabemos que há muito tempo o governador Simão Jatene abandonou a nossa região”, disse o vereador José Marcelo Alves Filgueira, o Marcelo Parceirinho.

Outros assuntos discutidos na sessão

Foi registrada a ausência dos vereadores Joel Pedro Alves, o Joel do Sindicato, e Kelen Adriana Mesquita, durante a sessão, ambos estão viajando em busca de interesses do município, conforme justificativa apresentada durante a sessão.

Por meio da Indicação nº 23/2017, de autoria do vereador Elias Ferreira, foi proposto ao Poder Executivo que firme convênio ou contrato com a iniciativa privada para a realização de certos exames hospitalares. A justificativa apresentada pelo vereador é que tal iniciativa – além de diminuir a fila de espera por exames não realizados na rede pública do município -, vai gerar emprego e renda na cidade, pois com o aumento do atendimento na rede privada serão necessárias mais contratações.

Apesar de concordar e achar interessante a preocupação do vereador com a geração de emprego, acredito que o nobre vereador deveria intensificar seus esforços no sentido de reparar certas situações que acontecem em Parauapebas. Nesse caso específico, a administração deve sempre primar pelo que for mais econômico para os cofres públicos do município. Dentre os exames solicitados pelo vereador está o de mamografia, muito importante no diagnóstico prematuro do câncer de mama. Mas, não sei se é do conhecimento do presidente daquela casa, o município conta com um aparelho de ponta para realizar esse tipo de exames, e se este não está realizando tal procedimento é preciso investigar o porquê.

Ainda sobre a saúde, os vereadores Luiz Castilho, Ivanaldo Braz e Marcelo Parceirinho cobraram mais ações da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), inclusive de comunicação, para ajudar no combate ao Aedes aegypti, já que a população tem sofrido com a grande número de casos de doenças transmitidas pelo mosquito. “Também precisamos sugerir ao secretário de saúde que trabalhe em cima do Plano de Cargos e Salários da secretaria, pois quem assume um cargo de gestão continua ganhando o mesmo salário, apesar de assumir grandes responsabilidades”, acrescentou o vereador Ivanaldo Braz.

Deixe uma resposta