Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Saúde

Parauapebas: Mesmo com demanda reprimida de 11 mil atendimentos, Policlínica Municipal fecha as portas no recesso

Outro setor que sofreu um impacto no atendimento por conta do recesso foi o Laboratório Municipal, cuja demanda também é enorme.

De acordo com informativo publicado pela Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) referente ao atendimento de junho na Policlínica Municipal, estabelecimento de saúde onde são disponibilizados atendimentos com especialistas, serviço de fisioterapia, reabilitação precoce, entre outros, existe uma demanda reprimida de pelo menos 11 mil atendimentos, e isto é somente para consultas com especialistas.

Mesmo com essa fila enorme de espera por atendimento, a Semsa decidiu fechar as portas do estabelecimento de saúde durante a última semana do recesso decretado pelo prefeito de Parauapebas, Darci Lermen.

Enviamos um e-mail para a Assessoria de Comunicação solicitando uma nota que informasse a justificativa para tal decisão, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno. Possivelmente a Assessoria também esteja de recesso.

Outro setor que sofreu um impacto no atendimento por conta do recesso foi o Laboratório Municipal. De acordo com os atendentes estão sendo disponibilizadas diariamente apenas 50 fichas para o usuário comum e 50 para os que são considerados prioritários (grávidas, idosos, pessoas com deficiência). “Mas tem que chegar antes das seis da manhã para conseguir uma vaga, pois nesse horário já tem muita gente aqui na fila”, disse um dos atendentes.

Seiciane Conceição ficou revoltada por ter chegado às seis e meia da manhã e não ter conseguido vaga. “Isso é uma humilhação; não tenho transporte; só posso vir de van, não dá para chegar mais cedo”, relatou a dona de casa ao Blog.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!