Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Eventos

Parauapebas será a capital do Cooperativismo em julho

No próximo dia 2, o Dia de Cooperar mostrará voluntariado e cidadania para a população

O interesse pela comunidade tornou-se uma tendência em empresas engajadas no ideal de economia responsável, prática que as cooperativas já desempenham há anos. Prova disso é o Dia de Cooperar, a maior campanha de voluntariado do Brasil estimula a execução de projetos voltados para o bem-estar social das comunidades em que as cooperativas estão inseridas. Em 2016, Parauapebas foi o município escolhido para sediar a grande celebração do Dia C, que ocorre no dia 02 de julho da Praça de Evento de Parauapebas. Será uma grande ação de cidadania, cooperativismo e voluntariado em prol de beneficiar as pessoas com atendimentos médicos, emissão de documentos, serviços de beleza, arte, esporte, cultura e lazer. A expectativa é beneficiar cerca de 3 mil pessoas.

Nesta data, todos os estados brasileiros festejam simultaneamente o Dia Internacional do Cooperativismo com a realização do Dia de Cooperar.  Na área de Cidadania, haverá cadastramento e recadastramento do Bolsa Família e do Cadastro Único para Programas Sociais e emissão de carteira de idoso. Na área de saúde, a Unimed Sul do Pará e a Unimed Belém farão atendimentos médicos em várias especialidades. Haverá verificação de índice de Massa Corporal (IMC), de pressão arterial, teste de glicemia e HIV, vacinas contra Hepatite, Tétano e HPV. Já a cooperativa Uniodonto fará distribuição de kits de higiene bucal e palestras de orientação sobre o assunto.

Na área de beleza, haverá lavagem, hidratação e corte de cabelo, design de sobrancelha, esmalte para unhas e curso de maquiagem. Já na área das artes, a cooperativa Mulheres de Barro realizará oficinas de modelagem em biscuit, confecção de brinquedos artesanais, modelagem em argila e oficina de audiovisual. Grupos folclóricos de carimbo e de Hip-hop farão apresentações culturais. Ainda haverá aulas de dança. Para as crianças, será destinada uma área de recreação com diversos brinquedos. Para as mulheres, serão feitas oficinas de autoestima e ações de combate e prevenção à violência contra a mulher.  Na área de responsabilidade ambiental, as cooperativas Cooperturi e COEX farão orientação educacional sobre preservação do meio ambiente e distribuição de mudas de plantas.   “As pessoas precisam sentir o que é ser um voluntário, o prazer de fazer o bem e ver a felicidades, alegria a quem estamos voluntariando. Isso só quem serve voluntariamente sabe”, destaca o coordenador estadual do Dia C, Diego Andrade.

O Dia de Cooperar (ou como também é conhecido Dia C) é uma campanha nacional de incentivo às cooperativas de implantarem projetos de voluntariado nas comunidades onde estão inseridas. É uma forma aplicação do 7º princípio do Cooperativismo, que trata sobre a interação com a comunidade. A celebração ocorre nacionalmente desde 2014. No Pará há dois anos, a capital do cooperativismo foi Santarém, com 1.500 pessoas beneficiadas diretamente e 12 mil no total durante o ano todo. Em 2015, esse total de beneficiados pulou para cerca de 20 mil pessoas, 3 mil só em Paragominas, sede do dia C no ano passado.

A grande novidade este ano é que as cooperativas passam a contribuir para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), nova agenda da ONU para acabar com toda forma de tirania, desigualdade e destruição ambiental (saiba mais: nacoesunidas.org). Em todo o país, são mais de 1200 cooperativas mobilizadas nesta grande corrente do bem. Somente em 2015, o Dia C já beneficiou mais de 2,5 milhões de pessoas com projetos que trazem uma verdadeira transformação social para as comunidades. Segundo a Diretora Técnica da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Flávia Gomes, as pessoas poderão conhecer o que é o verdadeiro cooperativismo. “Tive a oportunidade de conhecer a campanha na 1ª edição. De lá para cá, o Dia C ficou mais forte e já se pode ver uma série de benefícios que a população ao descobrir o cooperativismo poderá vislumbrar como uma excelente opção econômica e social”.

Durante este mês, outros 19 projetos de responsabilidade social serão realizados em todo o Estado, com a participação de mais de 500 voluntários. Participam do Dia C este ano: COOPTRANSP-TUR, Uniodonto, COOMPRO, Sicredi Norte MT/PA, COOPERNOVA, Sicredi Nordeste PA, Mulheres de Barro, Sicredi Carajás PA, Muiraquita COOP e CTECCH. A ação específica de Parauapebas conta com a parceria da Prefeitura Municipal e as secretarias de Cultura, Assistência Social e da Mulher. O instituto Embeleze, o Projeto Saúde e Movimento e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) também apoiam o Dia de Cooperar.

O cooperativismo é um segmento de mercado que, por meio da união de pessoas, consegue unir trabalho e capital a partir de 20 pessoas. No Pará, cerca de 120 mil pessoas fazem parte direta ou indiretamente do cooperativismo. “É uma grande oportunidade para que se conheça o cooperativismo e o trabalho das cooperativas. Suponha que se você tiver apenas R$ 100,00 para abrir um empreendimento de doces e salgados e se agrega a mais 19 pessoas com mais R$ 100,00 cada, ao final serão R$ 2 mil. Dá ou não dá para começar? Detalhe, a remuneração é proporcional à produtividade, ou seja, trabalhou – ganhou. E o melhor: todos são donos do negócio, em outras palavras, são sócios entre si, responsáveis pelos caminhos do empreendimento”, explica o presidente do Sistema OCB-PA, Ernandes Raiol.

SERVIÇO: Dia de Cooperar será na Praça de Eventos de Parauapebas, Rua E, de 8h às 12h.

Comentários ( 4 )

  1. O que houve Zé Dudu, o blog não publicou imagens da multidão que assistiu uma das maiores ações benéficas ao povo pobre de Parauapebas, que foi a entrega da 1ª etapa do projeto Alto Bonito, parceria do Governo Federal com a Prefeitura, onde esta já investiu mais de 1 milhão de reais.
    Foi uma festa emocionante, digna de registro histórico, aquelas imagens comparando as gestões passadas e com a atual, vendo aquelas mais mil famílias recebendo a chave da sua residência, com endereço decente, com a afirmação e constatação de dar dignidade àquelas famílias, fizeram com que o Prefeito Valmir fosse aplaudido de pé por aquela multidão por mais 15 minutos… Ví pessoas chorando de emoção e de alegria; vi naquelas pessoas a sinceridade do agradecimento e admiração pelo Prefeito Valmir Mariano.
    As críticas desairosas e agressivas de meios de comunicação, escrita, falada e televisiva – feitas por profissionais absolutamente, comprometidos em descaracterizar o trabalho do gestor municipal, caem por terra nesses momentos… O povo já percebeu isso. Os adversários sabem que não será fácil esconder as verdades sobre as obras do Prefeito, por isso as estratégias de, a qualquer custo, denegrir a imagem do Prefeito trabalhador…
    O projeto concorrerá a prêmios na ONU, tamanha a relevância social da obra. Não é a toa que Valmir Mariano foi eleito o “Prefeito Empreendedor do Norte do Brasil”. Isso não é para gestor público qualquer…
    Não quero desmerecer outros pré-candidatos, nem a preferência dos eleitores, mas convenhamos, comparar a administração anterior com a atual é brincadeira (como se diz na gíria). Vê-se em fotos de pré-candidatos pessoas/servidores que ficam bajulando o Prefeito, mas para fazer média, aparecem em tais fotos…
    Percebe-se que há um misto de incerteza se apoiam o ex´gestor ou apoiam Valmir Mariano, daí quem sabe, ficarem lá e cá; só não dá pra aceitar ficarem descaracterizando a gestão de Valmir Mariano.
    Ainda há tempo Zé Dudu faça uma reportagem e publique, o seu público leitor vai agradecer ao tomar conhecimento do que realmente é interessante e compreender o significado social de obra tão relevante.

    Vem aí, dia 01/07 (sexta-feira) a inauguração do Hospital Regional, vai ser outra extraordinária obra para o povo de Parauapebas e Municípios vizinhos. Valmir Mariano novamente vai ser aplaudido, novamente!

  2. É pra ptralha, críticos e baba-ovo de Darci, esses comunicadores de meia-tigela ficarem de boca aberta com essas obras grandiosas do Velhote…
    Seus traíras e baba-ovo perguntem a quem quiser e ao próprio Darci quantas obras ele inaugurou dessa importância? Perguntem?
    Valeu Senna mandou ver…

  3. entregue? procure quantos receberam as chaves e o direito de se mudarem para lá, um evento politiqueiro como foi a terceira inauguração da policlínica, enquanto fazem festas o povo morre a minguá no hospital e sofrem nos postos de saúde que não tem nada

  4. Em qual Darci Lermen, acreditar?

    Darci Lermen, ex-prefeito de Parauapebas, município que governou por dois mandatos (2004-2008/2009–2012) é, sem dúvida, hoje, o maior personagem político da “capital do minério”, uma figura que reúne amor e ódio, que vai do céu ao inferno, carrega consigo grandes admiradores e fervorosos críticos, tudo isso concretizado ou construído através dos seus dois mantados à frente do Palácio do Morro dos Ventos.
    Não é novidade e corre em todos os lugares, em todas as esquinas da cidade que o ex-prefeito petista, agora no PMDB, realizou um bom primeiro mandato, lhe garantindo uma reeleição tranquila sem grandes sustos. Na mesma direção, Darci carrega a “mancha” de um segundo mandato ruim, bem abaixo do esperado e que foi o responsável pela derrubada do projeto de poder do PT na cidade. Essa dicotomia alimenta o imaginário popular e forma opinião sobre Darci Lermen. Concomitantemente a isso, no período do segundo mandato de Darci, a prefeitura batia recordes de arrecadação, por conta da alta cotação do minério de ferro no mercado internacional, quando chegou a 150 dólares. E o que foi feito na cidade nesse período? Esse é o maior carma do ex-prefeito e lhe custou e ainda custa muito eleitoralmente.
    Em 2016, depois de quatro anos longe de Parauapebas, na Bahia, Darci retorna à “capital do minério”, buscando retornar ao poder. Para isso, deixou o combalido PT e buscou fortalecer a sua candidatura, por isso a ida ao maior partido do Brasil, o mais municipalizado do Pará: PMDB. Ainda é cedo para qualquer diagnostico em relação a essa troca partidária. De que forma ela altera o processo eleitoral e como impacta as pretensões eleitorais do ex-prefeito?
    Não há dúvida que a troca tem claramente objetivo eleitoral. Com ele, Darci conseguiu novos e poderosos aliados como os Barbalhos e Chamões, consolidando uma grande estrutura de campanha, o que a permanência no PT não poderia lhe garantir. No que tange à política de aliança que Darci Lermen está “costurando”, já há grande polêmica e isso poderá lhe tirar votos.
    O que se sabe até o momento é que Lermen lidera as pesquisas (consideradas consultas pela falta de cumprimento de ritos legais junto à justiça eleitoral), com certa vantagem em relação aos concorrentes. Em algumas destas consultas de opinião, o mesmo Darci lidera ao contrário, com forte rejeição. Portanto, ainda é muito cedo para afirmações ou empolgações.
    O ex-prefeito em suas entrevistas não cansa de repetir que, se ganhar a disputa, fará a melhor gestão que Parauapebas já viu. Afirma também que aprendeu muito com os erros e que não os repetirá, está mais experiente, depois das suas duas passagens pelo Palácio do Morro dos Ventos. Não há dúvida que Darci Lermen tornou-se a personalidade política mais polêmica e de maior popularidade nestes 28 anos de Parauapebas.
    A disputa pelo Palácio do Morro dos Ventos e seu orçamento bilionário, vai desencadear volumosos investimentos. Os custos da disputa eleitoral deverão ser as mais caras já vista, igualando a de Belém ou até passar os gastos da capital do Pará (haja vista o menor poder fiscalizatório pela estrutura do poder Judiciário em cidades menores).
    A questão central e que norteou este texto é justamente a dúvida: em qual Darci acreditar? No perfil empreendedor de grandes transformações e realizações do primeiro mandato ou o gestor acomodado e sem planejamento do segundo? Façam suas apostas.
    (BLOG DO BRANCO, QUARTA-FEIRA, 29 DE JUNHO DE 2016)

Deixe uma resposta