Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Futebol

Parauapebas vence o Izabelense dentro do “Abreuzão” e está de volta a elite do futebol paraense

O PFC vai disputar o título da Segundinha do Parazão diante do Bragantino, provavelmente no Mangueirão

Por Fábio Relvas

O Parauapebas Futebol Clube (PFC) está de volta a elite do Parazão. O Gigante de Aço derrotou o Izabelense, por 2 a 1, na tarde deste domingo (26/11), no estádio Edilson Abreu, o Abreuzão, em Santa Izabel do Pará.

O Gigante de Aço abriu o placar com Thiago Potiguar cobrando pênalti, aos 20 minutos do primeiro tempo. O Frangão da Estrada chegou ao empate também em cobrança de pênalti convertido por Ramon aos 37 minutos do primeiro tempo. O gol do acesso do PFC veio com o atacante Monga, aos 28 minutos do segundo tempo. Com a vitória, o Parauapebas voltou para a elite do futebol paraense e vai decidir o título da Segundinha contra o Bragantino.

O jogo do acesso: Izabelense 1 x 2 Parauapebas – Gigante de Aço de volta a elite

A torcida do Izabelense fez o seu papel e compareceu em massa no estádio Edilson Abreu para empurrar o Frangão da Estrada. O time da casa chegou primeiro no chute do meia Ramon, o goleiro Cleriston atento defendeu. Depois de uma pressão do Parauapebas, o árbitro Gustavo Ramos Melo marcou pênalti do zagueiro Marquinho. O meio-campo Flamel cobrou e o goleiro André Luís defendeu para explosão da torcida no Abreuzão.

O time não se abateu e voltou a pressionar o adversário. Após lançamento para a área, o atacante Monga pegou uma sobra e disparou, o zagueiro Marquinho meteu a mão na bola e o árbitro Gustavo Ramos Melo não titubeou, marcou mais um pênalti em favor do PFC e expulsou o atleta do time de Santa Izabel. Thiago Potiguar cobrou bem e marcou, 1 a 0, Gigante de Aço, aos 20 minutos.

O time da casa ficou desarticulado em campo. O atacante Aleílson perdeu duas chances. Em uma delas cabeceou para fora e a outra entrou de cara e disparou para a defesa de André Luís. No lance seguinte, Monga cabeceou e marcou, mas a arbitragem anulou alegando falta de ataque. Parecia que o Gigante de Aço era mandante do jogo, sempre procurando o ataque. Em outra tentativa, Flamel disparou e quase ampliou o marcador.

O Frangão da Estrada foi para cima e Pelezinho depois de uma bela jogada individual foi derrubado pelo goleiro Cleriston dentro da área. Mais um pênalti assinalado pelo árbitro Gustavo Ramos Melo. O meia Ramon cobrou e deixou tudo igual, aos 37 minutos, 1 a 1, a fanática torcida do Izabelense foi à loucura no estádio. O jogo pegou fogo. O lateral-esquerdo Negueba disparou de fora da área e a bola passou muito perto da meta de Cleriston. Pelezinho arrancou, passou pela marcação e disparou, a bola tocou na zaga e Herê não conseguiu empurrar para o gol. O primeiro tempo movimentado terminou em 1 a 1.

Na etapa derradeira, quase o PFC marcou logo a um minuto. Após cobrança de falta, a bola sobrou para Wanderlan que perdeu o gol sozinho. O Izabelense deu o troco e também depois de uma sobra de bola, André disparou mandando por cima. A bola parada era a arma do Gigante de Aço. Flamel cobrou falta para a testada quase que fulminante de Gilberto, a bola passou muito perto da meta de André Luís.

As equipes mostravam que não queriam saber de decidir nos pênaltis. Em mais uma bola alçada na área, o atacante Monga subiu e cabeceou para fora. O melhor jogador em campo, o meia Pelezinho do Izabelense se machucou e teve que ser substituído por Lucas Magrão. A torcida reconheceu o esforço do atleta que saiu muito aplaudido de campo. O Gigante de Aço voltou a atacar e foi fatal. Mais uma bola na área e o atacante Monga desviou de cabeça para o fundo do barbante, aos 28 minutos, 2 a 1, PFC.

O Parauapebas estava de boa na partida. Tocando bem a bola e tendo espaço para jogar com um jogador a mais em campo. Flamel cobrou falta e o goleiro André Luís espalmou. Em outra cobrança de falta, o zagueiro Cris subiu com estilo e testou para fora. A torcida do Frangão começou a incentivar o time e deu um gás aos jogadores. Em uma bola alçada na área do Pebas, Cleriston saiu dividindo e jogando para escanteio. O árbitro deu cinco minutos de acréscimo. O PFC quase fechou o caixão do adversário, quando em um contra-ataque Monga deu passe para Everson Bilau, que chutou e André Luís defendeu. No lance seguinte, a bola foi para área, Herê meteu de bicicleta, a bola explodiu no travessão do goleiro Cleriston.

A última jogada da partida, o volante do Pebas Everton Luiz cometeu falta violenta e recebeu cartão vermelho. Na cobrança de falta, Negueba disparou e o goleiro Cleriston defendeu. Placar final: Izabelense 1 x 2 Parauapebas. O PFC está classificado para a final da Segundinha e volta para a elite do futebol paraense após um ano ausente. O Gigante de Aço vai decidir o título contra o Bragantino e vai buscar o bicampeonato da competição estadual.

“Um jogo disputadíssimo. A torcida deles lotou o estádio e deu pressão. Prevaleceu a entrega, o sacrifício. Todo mundo está de parabéns, desde o professor Everton Goiano que começou o trabalho. Poderíamos ter decidido no 1º tempo. Eu fiquei um pouco chateado com o grupo
pelo gol que sofremos, mas o importante foi que a equipe se entregou e conquistamos o acesso para a elite”, afirmou Léo Goiano, técnico do Parauapebas.

FICHA TÉCNICA

IZABELENSE: André Luís; Cleiton, Marquinho, Júnior e Negueba; Galvão, Balão Marabá (André), Pelezinho (Lucas Magrão) e Ramon; Herê e Feijão (Helison). Técnico: Fran Costa

PARAUAPEBAS: Cleriston; Wanderson (Bruno Leite), Cris, Wanderlan e Neilson; Gilberto (Everson Bilau), Felipe Baiano, Flamel (Everton Luiz) e Thiago Potiguar; Monga e Aleílson. Técnico: Léo Goiano

Árbitro: Gustavo Ramos Melo

Assistentes: Rafael Ferreira Vieira e Dimmi Yuri Cardoso – Quarta-árbitra: Elaine da Silva Melo

Cartões amarelos: Marquinho, Feijão e Herê (Izabelense); Cris, Monga, Cleriston, Gilberto e Felipe Baiano (Parauapebas)

Cartão vermelho: Marquinho (Izabelense) e Everton Luiz (Parauapebas)

Gols: Thiago Potiguar de pênalti, aos 20 minutos do 1º tempo para o Parauapebas; Ramon de pênalti, aos 37 minutos do 1º tempo para o Izabelense; Monga aos 28 minutos do 2º tempo para o Parauapebas

Local: Estádio Edilson Abreu, o Abreuzão, em Santa Izabel do Pará

Resultado da outra semifinal
O Bragantino também conquistou a vaga na final e está de volta a elite do futebol paraense após anos ausente. O Tubarão do Caeté venceu, por 3 a 0, o Sport Belém na tarde deste domingo (26/11), no estádio Diogão, em Bragança. Os gols foram assinalados por Rafinha duas vezes e Aslen Kevin. O Bragantino vai decidir o título da Segundinha do Parazão 2017 contra o Parauapebas.

A Federação Paraense de Futebol (FPF) vai reunir para confirmar a grande final da Segundinha do Parazão 2017, entre Bragantino e Parauapebas, provavelmente para o próximo sábado (02/12), pela manhã, no estádio Olímpico Edgar Proença, o Mangueirão, na capital Belém.

Deixe uma resposta