Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Justiça

Polícia Civil prende em Tucumã meliante que invadia áreas rurais e tocava o terror em troca de dinheiro

A Polícia Civil do Pará, sob o comando dos delegados Valdivino Miranda, da Delegacia de Conflitos Agrários, e António Gomes Miranda, da Superintendência Regional de Polícia Civil do Araguaia Paraense (SRPA), desencadeou hoje (11) a “Operação Terra Prometida” em Tucumã, visando o  cumprimento a mandados de Prisão Preventiva  e Busca e Apreensão expedidos pelo Juízo da Comarca de São Félix do Xingu, culminando com a prisão do nacional Geraldo Pereira Cardoso (foto).

Cardoso vinha sendo investigado pela prática de crimes de estelionato, associação criminosa armada e falsidade ideológica contra pecuaristas na região Sul do Pará. O grupo o qual chefiava organizava pessoas e invadia posses ou propriedades rurais na região do Xingu. Após intensa pressão psicológica, acabavam forçando fazendeiros a negociarem a saída dos ocupantes da área mediante pagamento de vantagens pecuniárias ou resolviam vender as terras para alguém interessado que acabava negociando com os invasores a saída.

No caso mais recente, de acordo com as investigações, Geraldinho, como era conhecido, e os demais líderes negociaram com os fazendeiros que recém adquiriram uma área, o recebimento de uma quantia que ultrapassa dois milhões de reais. Esses valores seriam repassados aos demais acampados como forma de indenização pelos gastos que tiveram no local. No.entanto, Geraldinho e os demais coordenadores se apossaram da maior parte desse valor. Vale destacar que a área estava em processo de negociação entre ITERPA, INCRA, Ouvidoria Agrária Nacional, antigos fazendeiros ocupantes e outros órgãos, a fim de implantarem um projeto de assentamento.

Segundo investigou a Polícia Civil, Geraldinho e seu bando já planejavam deslocamento para a região de Altamira, onde empregariam as mesmas técnicas. Com o meliante foi apreendida uma espingarda calibre 16, munição e um colete a prova de balas da PM do Pará, razão pela qual foi também autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

Segundo o delegado Antônio Miranda, a ação de hoje da Polícia Civil é de muita importância para a pacificação da Zona Rural e inédita no Pará.

Seja o primeiro a escrever um comentário

  1. ENGESSAR

    O GOVERNO TEMER envolveu cinco partidos político, no engessamento do País que eles quebraram por corrupção e outras ideias.
    A falta de conhecimento em economia, que abrange como um todo, resolveu em um estalo, amenizar a quebradeira de tudo aquilo que eles destruíram, e daí chegaram a resolução de engessar todos, sem ao menos um exame que lhes desse uma fresta de luz, em algum ponto dessa ideia absurda.
    O GOVERNO TEMER está construindo uma provisória sobre um rio, e rio acima, está uma barragem cheia de, sem teto, famintos, sem saúde, sem escolas, sem empregos, esperando a grande ideia do teto dos gastos. O seu projeto não visou o sacrifício que essas pessoas fazem para produzir os seus altos salários. O PRESIDENTE TEMER falou que não tinha um plano B, imagine um o Presidente da República Brasileira cercado de políticos, e professores universitários e outros doutores e pós-graduados dizer que não tem um plano B, para resolver os problemas desta Nação, isso quer dizer que eles estão perdidos na escuridão conhecimento. Será que o senado vai seguir esse rebanho de patos.
    AOS senhores criadores de ideias economicamente incorretas, os grandes centros comerciais em todos os municípios deste País chamado Brasil, estão fechando as suas portas, e deixando uma placa vende-se ou aluga-se este imóvel.
    A sociedade pergunta ao Presidente da República, em que ano vocês irão começar a criar empregos, quem tem fome tem pressa.
    As equipes de economia fizeram festa com a queda da inflação, mais não descobriram que essa queda é por falta de consumo, e a desova de muitos produtos, antigos ou em promoção.
    Olarias e cerâmicas fecham suas portas, em Manaus e em outros Estados,
    Parcelamento de salários em Prefeituras e comercio em todo Brasil, Seis mil lojas fecharam suas portas no Rio de Janeiro. Orquestra Sinfônica Brasileira está morrendo. Cresse o número Navios e marinheiro abandonados nós portos Brasileiros. Vinte estados com finanças ruim, vão declarar calamidade pública. Com a falta de esperança, e a paralização das instituições é crise moral.
    A vocês dos escalões dos Governos, que não se preocupa com parcelamento de salário, até por que fizeram projetos e não enxergaram os impactos sobre assalariados.
    Temer adere a ONU sobre o Clima, a ONU paga caro para um grupo de Cientistas, que mentiram para o Mundo, sobre um depósito de CO2 que nunca existiu. A ONU adora presidentes que não tem conhecimento de MEIO AMBIENTE para montar escritório em aquele País.
    GASES DE EFEITO ESTUFA—-NÃO LEVANTA FLORESTA MISTER TEMER.
    SE O TETO DE GASTOS NÃO DÉ CERTO, MEIRELLES VAI VENDER TERRAS BRASILEIRAS PARA ESTRANGEIROS TIPO CHINESES.
    NOTÍCIA QUENTISSIMA: FIQUEI sabendo que JD, não está mostrando os seus conhecimentos ajudando o BRASIL, por medo que JD, entre para a política e atrapalhe os políticos na linha de sucessão de candidatos a altos cargos, por oferecer muitos segmentos na criação de empregos. Estou me sentindo famoso.

    JOÃO DE DEUS FERREIRA O HOMEM.

Deixe uma resposta