Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Transporte coletivo

Prefeitura de Parauapebas autoriza aumento no preço das passagens de vans para Carajás e Vila Palmares

Valor da tarifa das vans para Carajás foi pra R$6,00. Já para a Vila Palmares II os usuários passarão a pagar R$7,20

Desde ontem, dia 2, a passagem da van que faz linha Parauapebas/Carajás está mais cara. Subiu de R$ 4,50 para R$ 6,00. O aumento da tarifa foi autorizado pela Prefeitura de Parauapebas através de um Decreto publicado no dia 19 de setembro. A correção da tarifa foi solicitada pela Cooperativa de Condutores Autônomos de Carajás (Coopavel).

Na portaria da Vale, quem procurou pelo transporte foi surpreendido com o valor reajustado e reclamou. “Já pensou pagar 12 reais todo dia? Pra quem trabalha de segunda a sexta, como eu, vai ter que desembolsar por semana uns 60 reais. E olha que ainda somos obrigados a pagar mais 6 reais do transporte daqui da portaria até o nosso bairro, já que a van só nos deixa até aqui”, desabafou Maria de Fátima, que trabalha no Núcleo Urbano de Carajás, mas mora no bairro da Paz.

As 18 vans que fazem o percurso de Parauapebas/Carajás são da Coopavel. O presidente da cooperativa, Manoel Alves, justificou que o aumento foi para corrigir as perdas da categoria com os sucessivos aumentos no preço do combustível. Alves explicou que o último reajuste no valor da passagem das vans foi em março de 2015 e por isso era necessária a correção da tarifa, porque havia risco das vans paralisarem o serviço.

“Nós já estávamos com quase 3 anos sem aumento. Além do reajuste do combustível, a nossa linha não pega passageiro no percurso e a Vale nos proíbe de carregar passageiro em pé. Tudo isso diminui a arrecadação de dinheiro para custear o serviço, ao ponto de que quase não estávamos conseguindo operar”, argumentou Alves, informando ainda que, dos 18 veículos, apenas 12 realizam o serviço em sistema de rodízio, em virtude da falta de passageiros.

Para o motorista, Ivaldo Ribeiro Dutra, que trabalha há 17 anos com transporte, a nova tarifa é uma garantia de manter o emprego dele e dos colegas. “A gente não estava conseguindo pagar as contas. Temos o compromisso de subir até a Serra, mesmo com as vans quase vazias. Muitos passageiros acabam pegando carona. E são 25 quilômetros daqui até o núcleo. Muito mais longe que Palmares 2, que teve um aumento no preço maior ainda”, destacou Ivaldo, falando sobre o reajuste de R$ 6,00 para R$ 7,20 da linha Parauapebas/Palmares 2, também autorizado pela Prefeitura. “Lá o percurso é menor, de 20 quilômetros, e as vans pegam passageiros no meio do percurso que também vão em pé. Então eles têm mais condições de faturar que a gente”, disse Ivaldo.

Câmara de Vereadores
Algumas moradoras do Núcleo Urbano de Carajás, que pagam o transporte das domésticas procuraram a Câmara de Vereadores nesta terça-feira, dia 3, para buscar apoio. A assistente social, Irenice Almeida, explicou que o reajuste vai comprometer o orçamento. “Isso vai pesar  no nosso bolso porque vamos pagar 6 reais da van, mais 3 reais para o transporte nos bairros, e isso dá uns 18 reais por dia, multiplicando por 30, são 540 reais que temos que bancar”.

Irenice e outras patroas querem que volte a implantação da carteirinha das domésticas que existia na gestão da ex-prefeita Bel Mesquita, quando a prefeitura custeava maior parte das passagens e as diaristas pagavam uma taxa por mês. “A gente pede à essa Casa de Leis que olhe por nós porque se Carajás é um bairro de Parauapebas queremos os mesmos direitos dos passageiros daqui”, concluiu a assistente social.

Comentários ( 2 )

  1. Declaro aqui meu sentido de idgnacao principalmente diante de tanta contradição citada pelos vanzeiros. Uma, o valor foi reajustado duas vezes em 2016. Chegando a 4,50 e ainda diminuíram a rota. A outra em relação a subir vazio, como todos que sobem a serra sabem que a van só sobe quando lota. Como que eles sobem vazios ?.

  2. Como se não bastasse o preço da passagem, temos que suportar também a falta de educação e despreparo de alguns (reafirmo, alguns, não todos ) motoristas que nos tratam mal e até tentam impedir que carros particulares ofereçam ” carona”. Já presenciei cenas de desrespeito com passageiros e até com motoristas de carros particulares.

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!