Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Redenção

Supostos membros do Comando Vermelho presos em Redenção

Outras nove pessoas são procuradas, acusada de apologia ao crime, após picharem muros com a frase: “GTO bom é GTO morto”
Continua depois da publicidade

O Grupamento Tático Operacional (GTO) apresentou, por volta das 23h de terça-feira (19), na Delegacia de Polícia Civil, Bruno Alves dos Santos, 18 anos; e Orias Gonçalves Ferreira, 42. A dupla foi presa após a Polícia Militar receber uma denúncia anônima de que Bruno estaria escondido na chácara de Orias, distante de 2 km do centro de Redenção. De acordo com a PM, no local havia dois membros do Comando Vermelho, que, ao avistarem os policiais efetuaram três disparos de arma de fogo contra a guarnição. Os PMs revidaram e deram voz de prisão a Bruno e ao dono da chácara, enquanto um terceiro indivíduo, identificado como Daniel Morzan, conseguiu fugir se embrenhando no mato.

No local, a polícia apreendeu duas armas de fogo e seis balas e três capsulas. A dupla foi conduzida a Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvida e, depois, removida ao presídio de Redenção. Bruno dos Santos vai responder por tentativa de homicídio qualificado e porte ilegal de arma de fogo.

Procurados 

Além de Bruno, que foi capturado, outros nove jovens são procurados pela polícia, acusados de apologia ao crime. Na semana passada eles picharam muros com a frase: “GTO bom é GTO morto”. O grupo diz fazer parte da facção criminosa Comando Vermelho. Bruno e os demais picharam muros em diversos setores da cidade, afirmando que o CV é quem manda no local. Em algumas ruas,
como a Tiradentes, conhecida como “Cracolândia”, e a Rua do Meio, no Setor Aripuanã, a ordem é para que os motociclistas tirem os capacetes ao passar pela via e, quem estiver de carro, deve baixar os vidros. A Polícia Civil está investigando se o grupo tem envolvimentos nas mortes que vêm ocorrendo em Redenção.

Veja também:  Assaltantes que sequestraram van em Abel Figueiredo se rendem

O CV

O Comando Vermelho é uma das maiores organizações criminosas do Brasil. Foi criada em 1979 na prisão “Cândido Mendes”, na Ilha Grande, Angra dos Reis, Rio de Janeiro, e já tem ramificações em Rondônia, Roraima, Tocantins, Mato Grosso, Espírito Santo, Acre, Pará, Maranhão, Alagoas, Rio Grande do Norte, Ceará, Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, Amazonas. O CV  também está presente em partes de Minas Gerais, Piauí, Paraíba, Pernambuco e Bahia. Nos estados do Rio de Janeiro, Rondônia, Mato Grosso, Acre, Ceará e Tocantins o CV é maioria no sistema penitenciário.

Comentários ( 2 )

  1. Um merdinha desse, de verde na foto, lá é membro do CV p… nenhuma. Ele e o comparsa dele, com cara de otário, querem é levar chumbo grosso nos cornos!

Deixe uma resposta