Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
carnaval

Tucuruí tem cinco escolas campeãs do carnaval

Jurado Antônio Ferreira, contratado para julgar o quesito harmonia rasurou sua ficha e julgou a evolução das escolas, decisão isolada que deu início a uma grande confusão.

Três longos anos de espera e a expectativa de uma volta por cima marcaram o desfile das escolas de samba de Tucuruí. Tudo muito bonito até a festa ser estragada pela decisão polêmica que decidiu por dar o título de campeã do carnaval de 2018 às cinco agremiações.

20 jurados julgaram as cinco escolas em 10 quesitos sendo que as maiores notas somavam o resultado e as menores seriam descartadas. A apuração ia bem até chegar a vez das notas do jurado Antônio Ferreira, contratado para julgar o quesito harmonia. Ele rasurou a sua ficha e julgou a evolução das escolas, decisão isolada que deu início a uma grande confusão.

“Palhaçada isso e por esse motivo, nos retiramos deste circo”, esbravejou o presidente de honra da Unidos de Tucuruí, Joaquim Pepino. “Marmelada”, esbravejou o presidente da escola de samba Acadêmicos do Getat, João Lima Cordeiro.

A partir daí, seguiu uma série de equívocos por parte da organização do evento. O vice-presidente da Liga das Escolas de Samba de Tucuruí (Liestuc), João Batista, tentou explicar aos presidentes das agremiações que o regimento interno previa uma solução para o impasse, sendo a anulação do quesito e a distribuição de notas máximas para todas no item o que rege o documento. Explicado, mas não aceito pelos presidentes.

Leo Magno se exaltou e chamou uma reunião emergencial a portas fechadas na sede da Liga. Brincantes das escolas tentaram invadir o prédio, mas foram contidos pela guarnição da Polícia Militar e agentes da guarda municipal.

Após quase meia hora de discussões, o presidente da Liestuc e os membros das escolas de samba deram o veredito: Todas as escolas sagraram-se campeãs do carnaval de Tucuruí. Um desfecho ridículo e revoltante para quem esperou três anos por uma retomada do desfile das escolas de samba. “Vamos ingressar na justiça para decidir pelo título exclusivo em favor da Jaqueira. Não vamos aceitar esta palhaçada”, disse o Tácio Vilares, presidente da Unidos da Jaqueira.

Jaqueira campeã

Se os presidentes tivessem aceitado o que diz o regimento da Liga, a escola de samba Unidos da Jaqueira teria se sagrado a grande campeã com 99,8 pontos. Unidos de Tucuruí, com 99,4 pontos seria a vice-campeã e o Império Matinhense seria a terceira colocada com 99,1 pontos. Mesmo esse resultado teria causado confusão já que para muitos, a escola do tradicional bairro Jaqueira teria sido favorecida pelo governo por homenagear o ex-prefeito José Soares do Couto Filho, o Navegantes, pai do prefeito interino Bena Navegantes. Resta esperar os próximos capítulos de uma apuração que não terminou ainda.

Deixe uma resposta