Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
PFC

Tuna Luso Brasileira terá mudanças para enfrentar o Parauapebas no estádio Rosenão

O técnico Sinomar Naves ainda não definiu o time titular, mas vai ser obrigado a mudar na defesa cruzmaltina
Por Fábio Relvas

Há três anos fora da elite do Campeonato Paraense, as cobranças na Tuna Luso Brasileira só aumentaram após a derrota para o Bragantino, por 1 a 0, no último domingo (12/11), dentro do estádio Francisco Vasques, o Souza, na capital Belém. O resultado deixou a Elite do Norte em segundo lugar na Chave A1 da Segundinha do Parazão com sete pontos conquistados. Isso aumentou a pressão da diretoria do clube para cima do técnico Sinomar Naves e seus comandados.

A Tuna Luso promete uma nova postura na competição e vai tentar surpreender o PFC atuando dentro do estádio Rosenão. O técnico Sinomar Naves vai ser obrigado a mudar a onzena titular que atuou na última partida diante do Tubarão de Bragança. O zagueiro Yuri foi expulso e vai cumprir suspensão automática contra o Gigante de Aço. Mas o treinador conversou com o seu elenco e acredita em um time forte que vai atuar na Capital do Minério.

“Mudaremos por conta da expulsão do Yuri, nós vamos escolher o substituto, mas a preferência é pelo Léo Azevedo (zagueiro prata da casa de Parauapebas), que até entrou no decorrer do jogo. Conversamos bastante com o grupo. Agora que realmente começa o campeonato. São os jogos decisivos, apenas um jogo e nós temos então que ter um foco total e se preparar bem para esses jogos que virão”, afirmou Sinomar Naves, técnico da Tuna Luso.

O time cuzmaltino vem treinando forte em dois períodos para tentar chegar bem no domingo e enfrentar de igual para igual a boa equipe do Parauapebas. A campanha invicta do Gigante de Aço vem sendo respeitada pela Vila Olímpica do Souza, mas nada que tire a confiança da equipe da capital Belém. A Águia Guerreira visa a vaga para semifinal e vai buscar seu objetivo até o fim da partida.

“Lá em Parauapebas a gente sabe que vai ser um jogo difícil, mas nada que a gente não possa pensar em voltar de lá classificado para a próxima fase. Temos que nos preparar bem para esse jogo, e vai ser o grande diferencial o trabalho psicológico que estamos fazendo com o grupo, e mais ainda sabedores que nós vamos ter um jogo difícil e temos que estar bem preparados em todos os aspectos para voltar de lá classificado”, disse Sinomar Naves.

A fase de quartas de final da Segundinha do Parazão é jogo único e sem vantagem para nenhuma das equipes, ou seja, se caso a partida entre Parauapebas e Tuna Luso terminar empatada nos 90 minutos, a decisão da vaga para a semifinal vai para a disputa de pênaltis. Os tunantes não descartam esta possibilidade e contam com o experiente goleiro Rodrigo Ramos, de 38 anos.

“Tranquilidade e sem afobação. Vencer com um espirito competitivo e com o sangue no olho, que eu acho que ainda falta para alguns atletas, principalmente para os mais jovens. Você tem que ter sangue no olho. A gente tem mostrado a importância que é sair daqui do estado do Pará com uma classificação como essa. A Tuna há muito tempo não disputa uma primeira divisão”, declarou Rodrigo Ramos, goleiro da Tuna Luso.

Parauapebas Futebol Clube e Tuna Luso Brasileira se enfrentam neste domingo (19/11), a partir das 15h30, no estádio José Raimundo Roseno Araújo, o Rosenão.

Quartas de final da Segundinha do Parazão

Tapajós x Sport Belém – sábado (18/11), às 15h30, no estádio do Souza, em Belém

Bragantino x Tiradentes – domingo (19/11), às 15h30, no estádio Diogão, em Bragança

Parauapebas x Tuna Luso – domingo (19/11), às 15h30, no estádio Rosenão, em Parauapebas

Izabelense x Vila Rica – domingo (19/11), às 15h30, no estádio Edilson Abreu, em Santa Izabel

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido contra cópia!