Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Marabá

Apae de Marabá ganha reforço de R$ 290 mil da Celpa

Apae tem 20 anos de atuação e atualmente atende a 523 alunos e conta com 64 funcionários
Continua depois da publicidade

Emoção e alegria marcaram a divulgação do Projeto Celpa Mais Desenvolvimento Social na Associação de Pais e Amigos, a Apae de Marabá, que há 20 anos atende pessoas com deficiência intelectual e múltipla. O anúncio foi feito na sede da instituição e contou com a presença de colaboradores, usuários e familiares. A concessionária investirá cerca de R$ 290 mil para a compra de móveis e equipamentos, além de aquisição de materiais que serão utilizados em adequações das estruturas do local.

Para a analista da área de Responsabilidade Social da Celpa, Cláudia Michelle Miranda, o investimento na Apae mostra a importância de apoiar pessoas com deficiência. “A Celpa vai investir mais de R$ 4 milhões em projetos sociais em todo o Estado. Em 2016, abrimos um edital e tivemos 68 instituições inscritas. Foi muito difícil selecioná-las, pois sabemos da importância e necessidade de cada uma, mas escolher a Apae significa para nós apoiar a inclusão das pessoas com deficiência. Além disso, o apoio se estende às famílias, que são fundamentais na luta por um tratamento digno”, destaca a analista.

Inaugurada em 1998, a Apae Marabá atende hoje 523 alunos e conta com 64 funcionários, entre equipes especializadas e de apoio. Os recursos para manter os serviços oferecidos à comunidade são provenientes de doações e parcerias com empresas e o município. Por isso, iniciativas sociais como a da Celpa são de extrema importância para ajudar a suprir necessidades do dia a dia da instituição.

Para a diretora da Apae, Socorro Cavalcante, o recurso será utilizado para suprir as necessidades estruturais das pessoas atendidas na instituição. “Participar do projeto foi muito gratificante. Sempre que vemos um edital aberto, nós elaboramos projetos verificando sempre quais são as necessidades mais urgentes. E tudo que recebemos é sempre muito bem-vindo. Foi surpreendente porque a gente vive buscando parcerias e que alguém acredite e queiram defender a pessoa com deficiência. Nós trabalhamos para que os usuários possam ter o direito de viver numa sociedade mais justa e solidária. Hoje, temos mais de 28 pessoas com deficiência intelectual inseridas no mercado de trabalho. Isso para nós é enriquecedor”, avalia a diretora.

Veja também:  Justiça manda que a Celpa suspenda cortes de energia em Tucumã

Além da Apae, o projeto também beneficiou a Associação Caminhos do Emaús, em Conceição do Araguaia, onde serão investidos cerca de R$ 400 mil para a construção de uma casa de formação.

RESPONSABILIDADE SOCIAL – Em 2016, a Celpa investiu cerca de R$ 2,4 milhões em iniciativas de responsabilidade social. Entre as instituições contempladas está a Fundação Zoobotânica de Marabá, onde foram investidos R$ 750 mil na construção do centro de reabilitação de animais. A estrutura inclui um hospital para os animais, em que é possível fazer desde procedimentos de primeiros socorros até cirurgias. Também conta com uma sala de necropsia, ambiente para preparação de alimentos, espaço administrativo e uma jaula com cerca de 200m², que abriga um casal de onças pintadas. Com o recurso, também foi viabilizada a compra de um aparelho de raio x, uma máquina de ultrassonografia, macas, estolas, pistolas de tranquilizantes, entre outros materiais para atender com mais comodidade e conforto todas as espécies da região. (Divulgação Celpa)

Deixe uma resposta