Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Esportes

Pebas Jump movimentou vários atletas no maior evento de esportes radicais do Pará

Mais de 200 competidores participaram em 11 modalidades no Ginásio Poliesportivo
Continua depois da publicidade

Por Fábio Relvas

A cidade de Parauapebas, sudeste do estado do Pará, vem recebendo cada vez mais incentivos nos esportes radicais. A prova disso foi o Pebas Jump, realizado na tarde deste domingo (15), sendo considerado o maior evento de esportes radicais já visto no Pará. Diversos atletas, incluindo homens, mulheres e crianças, da cidade e de fora, participaram de competições eletrizantes em diversas modalidades, incluindo Drift Trick, Wheeling, BMX Flatland, Patins, Skate, Free Step, Slack Line, Bicicross, Jam Session BMX Street, Freerider e BMX Dirt Jump, além de Hip Hop e Batalhas de Rimas.

A adrenalina dos esportes radicais foi respirada pelos participantes, que deram um show nas apresentações, com diversas manobras que impressionaram as pessoas que compareceram em grande número no ginásio. O público vibrou bastante com Wheeling, onde os atletas precisam de concentração para realizar manobras em motocicletas. Tudo foi avaliado por juízes, que decidiram a pontuação do competidor, levando em conta toda a performance do participante. Toda essa movimentação com uma estrutura profissional ocorreu nas partes externa e interna do Ginásio Poliesportivo, no bairro Beira Rio.

“Quero agradecer ao nosso amigo Rony Motoshow e aos patrocinadores que fizeram parte da organização, para a gente poder vir participar, praticar e melhorar o esporte cada vez mais, não só no estado do Pará, e sim em todo o Brasil. Por exemplo, o Wheeling é um esporte que está começando agora e precisa de força e patrocínio para deixá-lo mais forte,” disse João Neto, competidor de Wheeling.

A galera vibrou bastante com as outras modalidades que ocorreram na parte interna do ginásio, entre elas: Slack Line, Bicicross, Dirt Jump e apresentações de patins. O grupo de patinadores Urban Freestyle acredita que o evento foi uma grande oportunidade para os esportes radicais, incentivando a inclusão dos jovens da cidade de Parauapebas, dizendo que, com tudo que foi apresentado, o município pode crescer muito nas modalidades.

“O nosso intuito hoje não é só de estar no evento junto com o pessoal da ASSERP (Associação de Esportes Radicais de Parauapebas) e da SEMEL (Secretaria Municipal de Esporte e Lazer), mas mostrar que nós precisamos de um espaço na cidade para poder divulgar o nosso esporte. A gente passa a semana inteira trabalhando e precisa do esporte para desestressar e levar a família para se distrair. Esse é o nosso intuito: não somente de patinar por saúde, mas fazer amigos,” falou Charles Anderson, coordenador do grupo Urban Freestyle.

O Pebas Jump teve a participação de mais de 200 atletas, competindo em 11 modalidades, sendo um evento inédito na cidade de Parauapebas, contando com o apoio de empresas privadas e da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEMEL), que cedeu o espaço do reformado Ginásio Poliesportivo Municipal, onde vem agregando valores e oportunizando todas a modalidades esportivas.

“Todas essas modalidades já existiam e os atletas estavam praticando por ai separadamente. A gente resolveu unir todos os esportes radicais em uma única entidade, que é a Associação de Esportes Radicais de Parauapebas (ASSERPA), e em um único evento, o Pebas Jump, para, com isso, a gente ter uma maior visibilidade e reconhecimento, inclusive pelo poder público. Agradecemos a SEMEL, que nos deu o total apoio cedendo o espaço,” afirmou Rony Motoshow, organizador do Pebas Jump.

Deixe uma resposta