Internet de qualidade é WKVE Liga você ao mundo!
Perfil

Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 2)

Saiba quem são Kenniston (Fazenda), Ângela (Semmu) e Olinto (DAM

Dando sequência às à série de matérias que mostram o perfil dos novos gestores da Prefeitura de Parauapebas, o Blog apresenta hoje os responsáveis pelas pastas da Fazenda (Kenniston Braga), Mulher (Ângela Pereira) e Departamento de Arrecadação Municipal (Olinto Vieira).

Sefaz

Kenniston de Jesus Rego Braga, gestor da Secretaria Municipal de Fazenda (Sefaz) é natural de Abaetetuba, no Pará. Tem 49 anos, é casado, tem quatro filhos e formação em contabilidade. Há 13 anos, a pedido de Darci Lermen, veio trabalhar na Prefeitura de Parauapebas e atuou durante os oito anos de governo. Trabalhou na Sefaz e Semob como assessor e também como coordenador do Departamento de Arrecadação do Município (DAM).

É a primeira vez que Kenninston Braga assume uma pasta. Entre os desafios apontados por ele dentro da Sefaz estão a reforma da legislação tributária, antiga e obsoleta, e a busca por recursos para custear serviços que até então são bancados pelo município, mas que contam com verbas estaduais e federais, como exemplo citado por ele, os casos dos serviços de alta complexidade do hospital.

Kenniston Braga também foi responsável pela equipe de transição e disse que o governo atual recebeu o município com déficits financeiros, mas ainda não teve como precisar os valores. Para fazer uma gestão eficiente e evitar que o governo gaste mais do que arrecada, o novo gestor tem realizado reuniões constantes com os demais secretários, reforçando que o orçamento é apenas uma previsão e que não deve ser utilizado dentro de um mês e sim, gradativamente, ao longo do ano. O gestor da Sefaz também garante que irá atuar com a maior transparência possível na utilização dos recursos públicos.

Semmu

A ex-vice-prefeita de Parauapebas, Maria Ângela da Silva foi escolhida para assumir a Secretaria Municipal da Mulher (Semmu), que desenvolve um importante trabalho social por meio da rede de atendimento à mulher, acolhendo mulheres vítimas de violência, oferecendo ao público feminino capacitação profissional e apoio jurídico.

Maria Ângela, é casada com o ex-vereador Massud, tem três filhos e é natural de Bacabal-MA. Técnica de enfermagem, atuou nessa profissão por 10 anos e foi cabo eleitoral aguerrida do atual prefeito nas últimas eleições. Trabalhou muito durante a campanha e foi agraciada para assumir a pasta. Além do seu envolvimento político, as atividades sociais desenvolvidas por meio da sua ONG “Trabalha Parauapebas”, que conta com uma agência de emprego no município, também deve ter pesado na escolha do seu nome para a secretaria.

Entre os desafios que a nova gestora da Semmu terá pela frente está a necessidade de oportunizar qualificação profissional e respectivamente colocação no mercado de trabalho para o público feminino, umas das maiores demandas da cidade atualmente. E o trabalho será dobrado, já que o orçamento para 2017 da pasta é de apenas um milhão e meio de Reais. O caminho para alcançar bons resultados no trabalho, segundo ela, é buscar parcerias fortes.

DAM

O escolhido para assumir a coordenação do Departamento de Arrecadação Municipal (DAM), órgão vinculado à Sefaz foi o decano procurador do município Olinto Campos Vieira. Muito conhecido em Parauapebas, Olinto é advogado há 22 anos e morador de Parauapebas desde 1999. Mineiro, divorciado e pai de dois adolescentes que residem na cidade.

O principal objetivo do DAM é atuar na melhora da arrecadação de receitas do município e o currículo de Olinto Vieira aponta sua competência para ocupar o cargo, e esse deve ter sido o principal motivo para a escolha do seu nome. Por seis anos, entre 2003 e 2009, ele ocupou o cargo de Procurador Fiscal, atuando de forma direta na recuperação de créditos fiscais, de forma mais específica em Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), e em conjunto com o DNPM, na fiscalização da CFEM, comumente conhecido como royalties.

A necessidade de operacionalização e intensificação dos trabalhos de arrecadação do IPTU, ISSQN, regularização de Alvarás de Funcionamento e Localização de Comércios, arrecadação de recursos de maneira constante, assim como a capacitação, integração e a motivação da equipe são apontadas como os principais desafios pelo novo coordenador do DAM.

Por ser servidor de carreira, Olinto Vieira pode optar pelos vencimentos de Procurador, que é quase o dobro do salário de coordenador do DAM. Sua opção em atuar no órgão foi pautada pelo desejo de contribuir com sua experiência e conhecimento para o desenvolvimento de Parauapebas.

Leia também: Conheça quem são os gestores de Parauapebas (parte 1)

Comentários ( 2 )

  1. O senhor Olinto é profissional de competência irrefutável, servidor probe, e figura humana exemplar. A sua indicação para coordenação do DAM pauta essencialmente na capacidade técnica, e denota seriedade na gestão pública municipal. Parabéns!

  2. QUER VER O SAAEP FUNCIONAR CORRETO E SEM PROBLEMAS…
    Contratem o Sergel da Igreja Batista e presidente dos moveleiros…
    Que é chamado até de homem das águas…
    Famoso por saber marcar o local exato de poços artesianos e ainda sabe administrar a equipe técnica do Saaep como ninguém consegue…
    O cara é o Cara…
    Ele tem um projeto a custo quase zero para nunca faltar água em Parauapebas..
    E contados bons no DF Brasília… que farão do Saaep a melhor empresa de Parauapebas….
    Fica a dica…
    Querem fazer o Saaep andar…
    Contrate o Cara….

Deixe uma resposta